Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Agro

- Publicada em 27 de Maio de 2022 às 14:47

Pedidos para o Programa Troca-Troca de Sementes podem ser feitos a partir desta segunda-feira

Programa disponibiliza cultivares de milho e de sorgo para os produtores

Programa disponibiliza cultivares de milho e de sorgo para os produtores


Fernando Dias/SEAPDR/JC
A partir desta segunda-feira (30), o Programa Troca-Troca de Sementes de Milho e Sorgo da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr) começa o recebimento dos pedidos para o ano-safra 2022/2023. Os produtores interessados devem procurar as prefeituras, sindicatos, associações e cooperativas de seus municípios para efetuar os pedidos. A abertura foi publicada nesta sexta-feira (27) no Diário Oficial do Estado.
A partir desta segunda-feira (30), o Programa Troca-Troca de Sementes de Milho e Sorgo da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr) começa o recebimento dos pedidos para o ano-safra 2022/2023. Os produtores interessados devem procurar as prefeituras, sindicatos, associações e cooperativas de seus municípios para efetuar os pedidos. A abertura foi publicada nesta sexta-feira (27) no Diário Oficial do Estado.
O programa está disponibilizando 12 cultivares de milho híbrido convencional, 19 cultivares de milho híbrido transgênico e sete cultivares de sorgo. São oito empresas que estarão fornecendo um total de 38 cultivares de sementes para que cada produtor possa escolher aquela com as características técnicas mais adequadas ao seu sistema de produção.
A principal novidade desta safra é o aumento de 50% no limite da quantidade de sementes por agricultor, que passa de quatro para seis sacas. Assim, cada agricultor vai poder fazer a reserva de até seis sacas de milho ou sorgo na etapa da safra e mais seis sacas na etapa da safrinha. “Com essa medida, a Seapdr reforça o estímulo já amplamente discutido no Estado em relação à necessidade de aumento da área cultivada com milho no Rio Grande Sul”, afirma Jonas Wesz, coordenador do programa Troca-Troca de Sementes.
Segundo Wesz, "o principal benefício para os produtores é a ampla gama de cultivares disponíveis, tanto convencionais como transgênicas, para os diversos tipos de tecnologia de produção, a um preço abaixo do custo de mercado e com um subsídio de 28% dado aos produtores".
Os pedidos de sementes para a safra devem ser feitos entre 30 de maio e 17 de junho e para a safrinha entre 20 e 24 de junho. Os escritórios municipais da Emater vão estar à disposição dos agricultores e das entidades para orientar sobre a cultivar mais adequada para o plantio.
A entrega das sementes para a safra será feita nos meses de julho/agosto/setembro e da safrinha em novembro/dezembro. O pagamento da parcela transgênica é feito antes da entrega da semente.
Conteúdo Publicitário
Leia também
Comentários CORRIGIR TEXTO