Porto Alegre, quarta-feira, 20 de outubro de 2021.
Dia do Poeta. Dia do Arquivista.
Porto Alegre,
quarta-feira, 20 de outubro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Vitivinicultura

- Publicada em 20/10/2021 às 17h12min.

Audiências em Brasília vão tratar do preço mínimo da uva para a próxima safra

Produtores pedem ainda que o prazo de pagamento seja respeitado pelas indústrias

Produtores pedem ainda que o prazo de pagamento seja respeitado pelas indústrias


Mateus Raugust/PMPA/JC
A pedido da Comissão Interestadual da Uva, o presidente da Frente Parlamentar da Agricultura Familiar, deputado Heitor Schuch (PSB/RS), agendou para esta quinta-feira (21) duas audiências em Brasília para tratar sobre o preço mínimo da uva na safra 2021/2022. Os encontros serão realizados às 10h com o diretor de Comercialização e Abastecimento do Ministério da Agricultura (Mapa), e às 13h com o secretário de Agricultura Familiar e Cooperativismo, Cesar Halum.
A pedido da Comissão Interestadual da Uva, o presidente da Frente Parlamentar da Agricultura Familiar, deputado Heitor Schuch (PSB/RS), agendou para esta quinta-feira (21) duas audiências em Brasília para tratar sobre o preço mínimo da uva na safra 2021/2022. Os encontros serão realizados às 10h com o diretor de Comercialização e Abastecimento do Ministério da Agricultura (Mapa), e às 13h com o secretário de Agricultura Familiar e Cooperativismo, Cesar Halum.
A reivindicação do setor é que o valor mínimo possa cobrir pelo menos o custo de produção que, segundo levantamento do Dieese, é de R$ 1,34 por quilo, uma alta de 23% em relação à última safra no Rio Grande do Sul. Os produtores pedem ainda que o prazo de pagamento seja respeitado pelas indústrias, não ultrapassando o mês de maio, e que seja criada uma linha específica de crédito para a compra da safra, com prazo de 12 meses para capital de giro, até a venda do produto final.
A Comissão Interestadual da Uva representa cerca de 20 mil pequenos estabelecimentos rurais formados em sua grande maioria por agricultores familiares com área média cultivada de 2,5 hectares no Rio Grande do Sul e Santa Catarina.
Além de Schuch e do presidente da comissão, Sedenir Postal, participam do encontro o vice-presidente da Fetag/RS, Eugênio Zanetti, o presidente da Frente Parlamentar da Vitivinicultura da Assembleia Legislativa, deputado Elton Weber (PSB) e o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Flores da Cunha e Veranópolis, OIir Schiavenin.
Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO