Porto Alegre, terça-feira, 31 de agosto de 2021.
Dia do Nutricionista.
Porto Alegre,
terça-feira, 31 de agosto de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Negócios

- Publicada em 17h42min, 31/08/2021.

Barter trade com veículos chega ao Rio Grande do Sul

Nova modalidade de negócios vale para produtores de soja, milho, trigo e arroz

Nova modalidade de negócios vale para produtores de soja, milho, trigo e arroz


WENDERSON ARAUJO/TRILUX/CNA/DIVULGAÇÃO/JC
Diego Nuñez
A partir de agora, os produtores rurais gaúchos vão poder adquirir veículos a partir de troca por grãos produzidos nas lavouras. A operação é conhecida como barter trade - do inglês, troca ou permuta. A nova forma de negócios contempla produtores rurais que poderão adquirir modelos da Fiat, Jeep, Ram, Peugeot e Citroën.
A partir de agora, os produtores rurais gaúchos vão poder adquirir veículos a partir de troca por grãos produzidos nas lavouras. A operação é conhecida como barter trade - do inglês, troca ou permuta. A nova forma de negócios contempla produtores rurais que poderão adquirir modelos da Fiat, Jeep, Ram, Peugeot e Citroën.
A possibilidade surgiu a partir de uma parceria realizada entre o grupo automotivo Stellantis e a Agrofel Grãos e Insumos. Os produtores podem adquirir veículos a partir da troca por sacos de soja, milho, trigo e arroz. A nova modalidade serve para qualquer produtor destas culturas, não apenas para os clientes da Agrofel.
A operação funciona como um tripé entre o produtor, que ao mesmo tempo é vendedor do grão e comprador do veículo, a Stellantis, que é a vendedora de veículos e a Agrofel, que faria o meio-campo entre os dois.
Funciona da seguinte forma: o produtor vai fornecer a commodity de alguma dessas quatro culturas para a Agrofel, que fará o pagamento em dinheiro do veículo do interesse do agricultor para a Stellantis.
“É uma modalidade em que o agricultor transforma seus os grãos em moeda para adquirir veículo para a fazenda ou mesmo de uso pessoal. Isso vai ampliar as possibilidades do uso de grãos para este produtor”, explica o diretor comercial e de marketing da Agrofel, Roni Ferrarin.
Segundo ele, o produtor vai inclusive poder fazer a escolha de melhor momento de venda do seu produto e negociar um preço fixo do veículo a ser adquirido. “O produtor escolhe o momento que quer comercializar e acerta o preço do veículo com a Stellantis. Essa é a vantagem do barter, ele escolhe tanto a melhor oportunidade para vender o produto quanto par adquirir o veículo”, afirma Ferrarin.
O, diretor de Originação da Bunge, líder mundial no processamento de sementes oleaginosas e na produção e fornecimento de óleos e gorduras vegetais especiais, que é parceira na operação, Roberto Marcon, complementa: “Através da Agrofel, consegue se estabelecer o preço do carro e a cotação do grão. O produtor entrega os grãos para a Agrofel, que faz liquidação financeira”.
A transação ocorre envolvendo a definição do valor do bem a ser adquirido, cotação básica da commoditie agrícola a ser usada como pagamento, seguro, aquisição do bem e, ao fim, liquidação financeira.
A Stellantis estará presente na Expointer 2021, que começa no próximo sábado (4), com as cinco maras de veículos e três estandes. A pretensão é que a presença na feira consolide o novo modelo de negócios. Contudo, as parceiras já estão recebendo contatos para ofertas e a troca de sacos de grãos por veículos já pode ser realizada.
“Essa nova modalidade no Rio Grande do Sul vai com certeza dar uma agilidade considerável no volume de negócios. Nós somos basicamente uma montadora pioneira a lançar a modalidade de forma comercial, ampla, difundida e robusta”, afirma Fabio Meira, diretor de Vendas Diretas da Stellantis.
Em um segundo momento, a parceria possibilitará o barter trade para venda futura. Isto é, o produtor que estiver precisando de um veículo no momento, mas não tem produto em estoque para fazer a compra, poderá adquiri-lo a partir de uma previsão da venda de grãos na safra seguinte.
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário