Porto Alegre, sexta-feira, 20 de novembro de 2020.
Dia Nacional da Consciência Negra. Dia Universal das Crianças.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 20 de novembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Agronegócio

- Publicada em 14h09min, 20/11/2020. Atualizada em 14h36min, 20/11/2020.

Encontro Estadual de Olivicultura debate a cadeia produtiva do setor

No RS a área cultivada passou de 80 hectares em 2005 para 6 mil hectares em 2020

No RS a área cultivada passou de 80 hectares em 2005 para 6 mil hectares em 2020


FERNANDO KLUWE DIAS/DIVULGAÇÃO/JC
O 4º Encontro Estadual de Olivicultura, nos dias 24, 25 e 26 de novembro, reunirá produtores, pesquisadores, estudantes de graduação e pós-graduação e público em geral e será transmitido ao vivo pelo canal rural da Emater, no YouTube.
O 4º Encontro Estadual de Olivicultura, nos dias 24, 25 e 26 de novembro, reunirá produtores, pesquisadores, estudantes de graduação e pós-graduação e público em geral e será transmitido ao vivo pelo canal rural da Emater, no YouTube.
A atividade cresce ano a ano no Rio Grande do Sul, em produção e qualidade. No Estado a área cultivada passou de 80 hectares em 2005 para 6 mil hectares em 2020, a maior área plantada do país. Do total, 75% são de olivais jovens que ainda não entraram em produção. A Metade Sul é a maior região produtora.
“A produção de oliveiras ainda é um desafio, temos muitas lacunas que precisam de informações técnicas, de um apoio suficiente para quem quiser investir e para aqueles produtores que já tem a área plantada com oliveiras. Por isso a importância de um evento que discuta estas questões”, afirma a pesquisadora a coordenadora do evento Encontro Estadual de Olivicultura, Andréia Rotta Oliveira.
No encontro vão ser expostas e debatidas pesquisas sobre fertilidade do solo e nutrição de olivais, questões relacionadas com a adaptação de cultivares e estratégias para o controle de doenças, especialmente as que são transmitidas por mudas, explica a coordenadora do evento. Na programação estão previstos, ainda, três painéis, nos quais especialistas do Brasil, Uruguai e Espanha abordarão a situação da olivicultura nas principais regiões produtoras do Brasil e no Uruguai, o comportamento produtivo das principais cultivares, aspectos nutricionais e fitossanitários e a alternância de produção.
Mais informações sobre o evento podem ser acessadas no link www.agricultura.rs.gov.br/olivicultura-em-debate.
Comentários CORRIGIR TEXTO