Porto Alegre, segunda-feira, 28 de setembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
segunda-feira, 28 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Defesa Sanitária

- Publicada em 12h15min, 28/09/2020.

Criadores de Jersey encaminham projeto de controle leiteiro ao governo federal

Associação pode ser a primeira do País a ter projeto aprovado após mudança na legislação

Associação pode ser a primeira do País a ter projeto aprovado após mudança na legislação


Agrourbano/Divulgação/JC
Um projeto de controle leiteiro, elaborado pela Associação de Criadores de Gado Jersey do Rio Grande do Sul (ACGJRS), visando a regularização do credenciamento da Associação Gaúcha frente ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), foi protocolado pela entidade acaba na Superintendência do Mapa do RS.
Um projeto de controle leiteiro, elaborado pela Associação de Criadores de Gado Jersey do Rio Grande do Sul (ACGJRS), visando a regularização do credenciamento da Associação Gaúcha frente ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), foi protocolado pela entidade acaba na Superintendência do Mapa do RS.
Segundo o presidente da ACGJRS, Darcy Bitencourt, o objetivo da associação é realizar a validação do controle leiteiro oficial na raça Jersey e, também, de outras raças leiteiras. “Uma vez aprovado o projeto, as matrizes que participarem do controle leiteiro terão oficialmente suas lactações avaliadas e estas farão parte do registro do animal”, explica Bitencourt.
O controle leiteiro é uma prova zootécnica importante para todo produtor de leite e principalmente para quem tem animais com registro. Ela atesta o quanto referido animal produz, e é validada por uma entidade terceira, nesse caso, a ACGJRS. É uma ferramenta importante de manejo e seleção para se fazer ajustes, aferir e conferir a dieta dos animais, selecionar os animais que ficarão no rebanho, dentre outros detalhes.
A médica veterinária e presidente do Conselho Técnico da ACGJRS, Mirela Scattolin Anselmo, que coordenou a elaboração do projeto, explica que esse controle já era feito, mas houve mudança na legislação que exige a execução do projeto. “Com a Instrução Normativa 78 de 26/11/2018 tornou-se obrigatório a execução de um projeto para credenciamento frente ao MAPA, esta instrução veio normatizar o controle leiteiro oficial no Brasil”, explica Mirela.
Assim, toda e qualquer Associação de raças ou entidades afins terão que se adequar as novas normas. “Com a aprovação do nosso projeto, seremos a primeira associação de raça no País a atender a legislação”, destaca ainda a presidente do Conselho Técnico.
A também médica veterinária e membro do Conselho Técnico da ACGJRS, Ângela Maraschin, explica como funciona hoje e como vai funcionar a partir da aprovação do projeto:
“O controle leiteiro é a prova zootécnica é a prova mais importante dentro das raças leiteiras e a ACGJRS é a entidade mais antiga a validar a produção de leite no Brasil, credenciada junto ao mapa desde a década de 1960. Com as mudanças na legislação, a associação precisa renovar seu credenciamento junto ao MAPA, por isso foi encaminhado um novo projeto. Mas não muda muito o que já fazíamos até agora. O que muda é a forma de obtenção dos dados. O produtor deve procurar um laboratório para fazer as análises de leite, e vai ter um controlador, que pode ser alguém que já trabalhe na propriedade, mas terá de ser credenciado junto a ACGJRS como controlador, receberá uma capacitação online para fazer a medição do leite, aferição dos medidores, e assim ,o controlador junto com o produtor vão fazer essa medição diária e enviar os relatórios para a Associação”, explica Ângela. Após isso, a Associação, com sua equipe, através de um software que já é utilizado, vai fazer a finalização e compilação desses dados.
Para aderir ao controle leiteiro oficial da ACGJRS, o produtor deve entrar em contato com a associação, passar os dados do controlador, qual laboratório que vai fazer as análises do leite, e informar os seus dados de produção mensalmente ou bimestralmente.
Comentários CORRIGIR TEXTO