Porto Alegre, sexta-feira, 18 de setembro de 2020.
Dia Nacional da Televisão.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 18 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Política agrícola

- Publicada em 12h38min, 18/09/2020.

Setor arrozeiro encaminha pautas para Eduardo Leite

Entre os temas discutidos estiveram a modernização do Irga e a reforma tributária estadual

Entre os temas discutidos estiveram a modernização do Irga e a reforma tributária estadual


FEDERARROZ/DIVULGAÇÃO/JC
Representantes do setor arrozeiro estiveram reunidos nesta sexta-feira (18) com o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite. Na pauta, temas como o Instituto Riograndense do Arroz (Irga), mercado de arroz e também a reforma tributária estadual. Participaram o presidente da Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz), Alexandre Velho, o diretor da Federação da Agricultura do Estado do Rio Grande do Sul (Farsul), Francisco Schardong, e o deputado federal Alceu Moreira (MDB-RS), presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA).
Representantes do setor arrozeiro estiveram reunidos nesta sexta-feira (18) com o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite. Na pauta, temas como o Instituto Riograndense do Arroz (Irga), mercado de arroz e também a reforma tributária estadual. Participaram o presidente da Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz), Alexandre Velho, o diretor da Federação da Agricultura do Estado do Rio Grande do Sul (Farsul), Francisco Schardong, e o deputado federal Alceu Moreira (MDB-RS), presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA).
O governador escutou do setor produtivo um pedido para modernizar e valorizar o quadro funcional do Irga, além do repasse da Taxa CDO e a continuidade de um presidente que seja identificado com o setor arrozeiro. "O grupo de trabalho do Irga mostrou as reais necessidades do instituto e que precisamos urgentemente avançar dentro do governo para trazer melhorias para o Irga", observa Velho.
Sobre a reforma tributária estadual, um dos principais tópicos abordados pelos representantes do setor arrozeiro foi a questão da desoneração de insumos, que é uma das principais preocupações do meio agropecuário e que vem sendo tema de campanha organizada por diversas entidades gaúchas. "Se o projeto continuasse da forma que estava poderia trazer grandes prejuízos", destaca o presidente da Federarroz.
Comentários CORRIGIR TEXTO