Porto Alegre, sexta-feira, 11 de setembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 11 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Agronegócio

- Publicada em 11h47min, 11/09/2020. Atualizada em 11h53min, 11/09/2020.

Piracanjuba faz estreia no Rio Grande do Sul e abre vagas em Carazinho

Fabricante goiana de lácteos assumiu fábrica da Nestlé no Norte do Estado

Fabricante goiana de lácteos assumiu fábrica da Nestlé no Norte do Estado


PIRACANJUBA/DIVULGAÇÃO/JC
Thiago Copetti
Com uma entrada discreta no Rio Grande do Sul, a goiana Piracanjuba assumiu em agosto a operação da fábrica da Nestlé, em Carazinho, no Norte do Estado, e está com obras de modernização internas em estágio avançado. A empresa ainda não divulga o investimento.
Com uma entrada discreta no Rio Grande do Sul, a goiana Piracanjuba assumiu em agosto a operação da fábrica da Nestlé, em Carazinho, no Norte do Estado, e está com obras de modernização internas em estágio avançado. A empresa ainda não divulga o investimento.
A Laticínios Bela Vista, detentor das marcas Piracanjuba, Pirakids, LeitBom e ChocoBom, informa que a operação começará efetivamente a funcionar entre outubro e novembro de 2020. A intenção é começar produzindo no Rio Grande do Sul leite longa vida e, em seguida, também leite condensado. Em outra etapa, diz a Boa Vista, Carazinho também abrigará a fabricação de creme de leite e a linha de achocolatados.
De acordo com o secretário de Desenvolvimento da cidade, Charles Setti, a estreia da fabricante no Rio Grande do Sul deverá trazer cerca de duzentas novas vagas até dezembro.
“A empresa está modernizando a unidade, e tem obras em andamento. Pelo que soubemos, terá uma unidade da Tetrapak interna própria, o que é bastante novo, para envasamento do leite. E devem contratar cem pessoas já em outubro e outras cem até dezembro”, comemora Setti.
Os interessados nas vagas, já disponíveis para a cidade, inclusive, podem acompanhar os processos seletivos pelo site www.piracanjuba.com.br, na área de cadastro de currículos ou no espaço Trabalhe Conosco. Nesta sexta-feira (11), por exemplo, estava em destaque uma vaga para operar máquinas e/ou sistemas eletromecânicos de baixa complexidade, tais como pasteurizador, ETE, plataforma, acondicionamento.
Além de produtos com a marca deverá seguir produzindo alguns itens para a Nestlé, que beneficiava cerca de 1 milhão de litros na cidade, ao menos temporariamente, de acordo com Setti. Com a entrada da Piracanjuba na cidade, o grupo fundado em 1955, em Goiás, se soma a outras seis unidades fabris, localizadas em Bela Vista de Goiás (GO), Governador Valadares (MG), Maravilha (SC), Sulina (PR), Araraquara (SP) e Três Rios (RJ). Juntas, as sete fábricas têm capacidade de processar mais de 6 milhões de litros de leite por dia, mobilizando quase 3,2 mil colaboradores diretos, de acordo com a empresa.
O Laticínios Bela Vista, fundada na cidade de Piracanjuba, possui portfólio com mais de 160 produtos e mantém duas grandes parcerias: Blue Diamond (cooperativa americana produtora de amêndoas), para produção e comercialização da marca Almond Breeze, e com a própria Nestlé, para a produção e comercialização das marcas Ninho e Molico, na modalidade leite UHT. A companhia é uma das quatro maiores indústrias de laticínios do Brasil.
Comentários CORRIGIR TEXTO