Porto Alegre, terça-feira, 01 de setembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
terça-feira, 01 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Agronegócios

- Publicada em 12h04min, 01/09/2020. Atualizada em 12h04min, 01/09/2020.

Expointer digital de máquinas atrai visitantes de fora do Brasil

Expointer Digital teve início no último sábado (29) e segue até 6 de setembro

Expointer Digital teve início no último sábado (29) e segue até 6 de setembro


Simers/Reprodução
Seguem aceleradas as visitas internacionais à Expointer Digital de Máquinas Agrícolas, iniciada no último sábado (29) e que segue on-line até o próximo dia 6 de setembro. Organizada pelo Sindicato das Indústrias de Máquinas e Implementos Agrícolas no Rio Grande do Sul (Simers), além de acessos de todos Estados brasileiros, o evento tem atraído visitantes de diferentes todos os continentes.
Seguem aceleradas as visitas internacionais à Expointer Digital de Máquinas Agrícolas, iniciada no último sábado (29) e que segue on-line até o próximo dia 6 de setembro. Organizada pelo Sindicato das Indústrias de Máquinas e Implementos Agrícolas no Rio Grande do Sul (Simers), além de acessos de todos Estados brasileiros, o evento tem atraído visitantes de diferentes todos os continentes.
Além de registros de produtores de diferentes países da América Latina e Europa no primeiro final de semana, ontem (31) os acessos também vieram de países como China e Canadá. Nos três primeiros dias de feira, as visitas ao portal vêm de 16 países, de acordo com o Simers. Já são quase seis mil acessos de interessados em conhecer as tecnologias das máquinas e implementos agrícolas.
O presidente da John Deere Brasil, uma das principais atrações do portal expointerdigitalagro.com.br, destaca o grau de penetração digital no campo. Paulo Hermann diz que no Brasil o índice é superior ao dos Estados Unidos.
” Aqui, chega a 36% e lá está em 25%. Mesmo com as limitações de conectividade, aqui estamos à frente dos norte-americanos. O Brasil é rápido e flexível em adotar novas ideias. Estamos diante de um novo formato de relacionamento. A feira virtual está permitindo negócios no conforto de casa”, diz Hermann
Em 3 dias, a multinacional alcançou 30% dos objetivos propostos, segundo o executivo, para quem o modelo virtual é veio para ficar.
“Os produtores estão aprendendo a tirar proveito da tecnologia que é intuitiva. A feira presencial deve seguir em outro formato, mais como um show para lançamentos”, avalia Hermann.
Comentários CORRIGIR TEXTO