Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 04 de junho de 2018.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Relações Internacionais

Alterada em 04/06 às 15h16min

Netanyahu pede para que Alemanha ajude a conter ambições nucleares do Irã

Premiê israelense compartilhou com Angela Merkel (d) informações sobre o programa nuclear iraniano

Premiê israelense compartilhou com Angela Merkel (d) informações sobre o programa nuclear iraniano


TOBIAS SCHWARZ/AFP/JC
O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, pediu nesta segunda-feira (4) à chanceler da Alemanha, Angela Merkel, que ajude a conter as ambições nucleares e regionais do Irã depois que os Estados Unidos romperam com seus aliados europeus ao se retirar do acordo nuclear de 2015.
"O Irã pede por nossa destruição, mas também está buscando armas nucleares para realizar seu projeto genocida", disse Netanyahu em uma coletiva de imprensa conjunta com Merkel, em Berlim. O premiê disse que Israel compartilhou com a Alemanha informações sobre o programa nuclear iraniano que, segundo ele, foram recuperadas do que ele chamou de "um arquivo iraniano secreto".
"É importante impedir que o Irã obtenha uma arma nuclear", disse ele. "A pressão econômica das sanções quebra esse caixa eletrônico que alimenta o regime iraniano".
Falando depois de Netanyahu, Merkel afirmou que "defende o direito de Israel à segurança e disse isso ao Irã com grande clareza e firmeza"."Estamos unidos na meta para o Irã nunca obter uma arma nuclear, mas temos diferenças de opinião sobre como conseguir isso", completou Merkel.
O primeiro-ministro israelense vai a Paris na terça-feira para se encontrar com o presidente francês, Emmanuel Macron, e na quarta-feira ele se encontrará com a primeira-ministra britânica, Theresa May, em Londres. Antes de partir para uma viagem de três dias pela Europa, Netanyahu disse: "Vou levantar duas questões lá: Irã e Irã".
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia