Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 05 de junho de 2018.
Dia Mundial da Ecologia e do Meio Ambiente.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Infraestrutura

Notícia da edição impressa de 06/06/2018. Alterada em 05/06 às 21h09min

Primeira etapa da drenagem do arroio Areia levará 12 meses

Suzy Scarton
Ao menos 180 mil moradores da Zona Norte da Capital serão beneficiados pelas obras de drenagem do arroio Areia. A primeira etapa dos trabalhos - cujo contrato foi assinado em dezembro de 2016 - iniciou ontem e tem cronograma de 52 meses. A parte inicial se concentra na construção de uma bacia de contenção na praça Doutor Luis Francisco Guerra Blessman, entre as ruas Doutor Jorge Fayet e João Patzel, no bairro Três Figueiras. O investimento é de R$ 6,25 milhões, com conclusão em 12 meses.
As verbas destinadas à totalidade do projeto, que prevê a implantação de sete quilômetros de galerias pluviais em 14 bairros, é proveniente do Ministério das Cidades, por meio da Caixa Econômica Federal. Serão R$ 108,5 milhões - R$ 107,2 milhões do governo federal e R$ 1,3 milhão em contrapartidas do município. Os recursos, a fundo perdido, são oriundos do Plano Nacional de Gestão de Risco e Resposta a Desastres Naturais. "Mesmo em um cenário de restrição orçamentária, a prefeitura vem fazendo esforço expressivo de buscar recursos a fundo perdido, uma alternativa para solucionar problemas crônicos da cidade", comenta o secretário municipal de Planejamento e Gestão, Paulo de Tarso Pinheiro Machado.
Para receber a intervenção, a praça Doutor Luis Francisco Guerra Blessman será cercada com tapumes e receberá contêineres. Quando a obra for concluída, será urbanizada e devolvida à comunidade. Os bairros englobados no projeto são Boa Vista, Chácara das Pedras, Cristo Redentor, Higienópolis, Jardim São Pedro, Jardim Floresta, Jardim Carvalho, Passo d'Areia, Santa Maria Goretti, São João, Vila Ipiranga, Três Figueiras, Bom Jesus e Vila Jardim. Ao final da execução do projeto, a capacidade de armazenamento de água na região será triplicada.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia