Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 03 de maio de 2018.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Justiça

Notícia da edição impressa de 04/05/2018. Alterada em 03/05 às 22h52min

Prefeito de São Leopoldo vira réu por suposto uso indevido de verbas

Os desembargadores que integram a 4ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça (TJ) do Rio Grande do Sul receberam denúncia contra o prefeito de São Leopoldo, Ary Vanazzi (PT), por unanimidade. De acordo com a denúncia do Ministério Público, Vanazzi teria desviado e aplicado indevidamente verbas públicas destinadas à área da educação para pagamento de despesas do evento São Leopoldo Fest 2012.
A acusação é de que os recursos desviados deveriam ser usados para o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). A verba foi destinada ao Departamento de Tradições Gaúchas Leão da Serra, organizador do evento. O município teria pago R$ 1,8 milhão, além de R$ 200 mil dos recursos do Fundeb.
O prefeito se defendeu alegando incompetência da Justiça Estadual para julgar o feito, por envolver verbas do Fundeb, o que seria de competência da Justiça Federal.
Em outro processo, o Tribunal Superior Eleitoral novamente adiou, nesta quinta-feira, a decisão sobre o indeferimento da candidatura de Vanazzi nas eleições de 2016. A questão deve ser analisada na próxima terça-feira.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia