Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 25 de maio de 2018.
Dia da Indústria e dia do Aniversário do Jornal do Comércio.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Acidente

25/05/2018 - 11h49min. Alterada em 25/05 às 11h50min

Morre mais uma sobrevivente do acidente aéreo em Cuba

A aeronave transportava 113 passageiros e cinco crianças quando caiu na capital Havana

A aeronave transportava 113 passageiros e cinco crianças quando caiu na capital Havana


ADALBERTO ROQUE/AFP PHOTO/JC
Agência Brasil
Morreu hoje (25), em Havana (Cuba), a cubana Emiley Sánchez, de 40 anos, que havia sobrevivido por seis dias à queda de uma aeronave, nos arredores da capital de Cuba, há uma semana. Com a morte dela, são 112 vítimas fatais, e resta apenas a estudante Maylén Díaz, de 19 anos, sobrevivente em estado grave.
A aeronave transportava 113 pessoas, entre tripulantes e passageiros, e cinco crianças. O voo DMJ-972 da Cubana de Aviación caiu, na última sexta-feira (18), em uma área agrícola a um quilômetro do aeroporto de Havana. As causas que ainda estão sendo investigadas. De acordo com o boletim médico do Ministério de Saúde Pública, Sánchez morreu em consequência das "graves lesões traumáticas e queimaduras". Ela teve mais de 40% do corpo queimado. No começo desta semana, Grettel Landrove, de 23 anos, outra sobrevivente, também morreu.
Na quinta-feira (24) as autoridades cubanas anunciaram a localização da segunda caixa-preta da aeronave. Segundo os especialistas, a caixa-preta está em bom estado. A caixa-preta preserva as comunicações recentes feitas entre os pilotos e a torre do aeroporto.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia