Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 24 de maio de 2018.
Dia Nacional do Café.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Relações internacionais

Alterada em 24/05 às 11h27min

Trump cancela reunião com líder Kim Jong-un que ocorreria em 12 de junho

Em comunicado, Trump afirmou que o cancelamento foi feito "para o bem de ambos os lados"

Em comunicado, Trump afirmou que o cancelamento foi feito "para o bem de ambos os lados"


AFP PHOTO/KCNA VIA KNS/JC
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou em carta nesta quinta-feira (24) que desistiu de uma reunião bilateral com o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un. Segundo o americano, Kim mostrou "tremenda raiva e aberta hostilidade", em seu comunicado mais recente, o que fez ele avaliar apropriado desistir do evento neste momento.
A reunião estava prevista para Cingapura. Segundo Trump, o cancelamento foi feito "para o bem de ambos os lados", embora seja ruim para o mundo. "Você fala sobre suas capacidades nucleares, mas as nossas são tão massivas e poderosas que eu rezo a Deus para nunca ter de usá-las", afirmou o americano.
Trump diz que avaliava que um "maravilhoso diálogo" estava em construção entre ele e Kim e que "algum dia" espera ainda encontrá-lo. "Enquanto isso, eu agradeço a você pela libertação de reféns que estão agora em casa com suas famílias. Esse foi um gesto bonito e foi muito apreciado."
O presidente americano afirma ainda que, caso Kim mude de ideia para realizar a reunião, não deve hesitar em telefonar ou escrever. "O mundo, e a Coreia do Norte em particular, perderam uma grande oportunidade para uma paz duradoura e grandes prosperidade e riqueza. Essa oportunidade perdida é um momento verdadeiramente triste na história", julgou o líder americano.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia