Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 18 de maio de 2018.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Cuba

Alterada em 18/05 às 16h12min

Avião com 113 pessoas cai após decolar de aeroporto de Havana, em Cuba

Segundo imprensa estatal cubana, apenas três pessoas sobreviveram ao acidente

Segundo imprensa estatal cubana, apenas três pessoas sobreviveram ao acidente


ADALBERTO ROQUE/AFP PHOTO/JC
Um avião caiu nesta sexta-feira (18) ao decolar Aeroporto Internacional José Martí, em Havana, capital de Cuba. O líder da ditadura cubana, Miguel Díaz-Canel, disse que 113 pessoas estavam a bordo do voo, sendo 104 passageiros e nove tripulantes. "As notícias não são nada promissoras, parece que há um grande número de vítimas", disse ele.
Conforme o jornal Granma, publicação oficial do governo cubano, apenas três pessoas sobreviveram ao acidente. Elas estariam em estado crítico e já foram encaminhadas ao hospital. Segundo o periódico, a tripulação do avião era composta por estrangeiros.
A aeronave era um Boeing 737, que tem capacidade entre 126 e 178 pessoas, de acordo com a empresa. A queda teria acontecido em uma área rural nas proximidades do Terminal 1 do aeroporto.
O imprensa estatal cubana afirmou ainda que o destino do voo era a cidade de Holguín, no leste de Cuba e que aeronave pertencia a empresa mexicana Damohj, mas estava arrendada para a companhia aérea Cubana de Aviación, a principal da ilha.
Testemunhas disseram que ambulâncias e bombeiros estão no local do acidente para atender as vítimas. Nas redes sociais, circulam imagens e vídeos que seriam do avião em chamas. Nos registros, é possível ver uma grande nuvem de fumaça cinza.
Com informações da Folhapress
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia