Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 09 de maio de 2018.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

relações internacionais

Alterada em 09/05 às 16h09min

Se Irã criar bomba nuclear, faremos tudo para obter o mesmo, diz Arábia Saudita

O ministro de Relações Exteriores da Arábia Saudita, Adel Al-Jubeir, afirmou nesta quarta-feira que, se o Irã adquirir uma bomba nuclear, Riad fará "tudo o que puder" para obter a mesma capacidade armamentista. "Faremos o que for necessário para proteger o nosso povo", garantiu o chanceler.
Ele falou à emissora americana CNN no dia seguinte ao anúncio na Casa Branca pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de que Washington deixará o acordo nuclear com Teerã que proíbe o país persa de enriquecer urânio a níveis capazes de gerar uma bomba. A decisão recebeu o apoio de Riad.
A afirmação do chanceler é idêntica à promessa feita pelo príncipe saudita Mohammed bin Salman em março, de que correria para se equiparar a um eventual armamento iraniano nessa escala "tão logo quanto possível".
Al-Jubeir também disse acreditar que uma retomada pelo Irã de seu programa de enriquecimento de urânio engatilharia provisões do acordo que levariam todos os outros países que o integram a abandoná-lo, assim como fizeram os EUA.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia