Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 27 de maio de 2018.
Dia Mundial dos Meios de Comunicação.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Campeonato Brasileiro

Alterada em 27/05 às 21h44min

São Paulo bate o América-MG por 3 a 1 e ganha a primeira fora de casa

O São Paulo acabou com duas longas esperas neste domingo (27) graças à vitória por 3 a 1 sobre o América-MG, no estádio Independência, em Belo Horizonte, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro. O time ainda não tinha vencido fora de casa nesta competição - agora conseguiu. E depois de duas temporadas seguidas em que lutou contra o rebaixamento, o clube entrou no G-4 da competição, com 13 pontos, e começa a criar expectativas.
O São Paulo se empenhou na busca pela primeira vitória fora de casa pelo Brasileirão e começou o jogo em ritmo forte. Um contra-ataque bem armado, aos sete minutos, começou com Nenê, teve assistência de Everton e acabou com o gol de Diego Souza. Era um começo seguro e promissor.
Porém, como o América-MG empataria quatro minutos depois, com Rafael Moura, deixou o jogo equilibrado e com um recado do quanto o objetivo são-paulino seria difícil. Ainda mais porque a partida ficou muito disputada depois. Como os dois times marcavam mal no meio de campo, os espaços apareciam com facilidade e as equipes tinham boas chances.
O América-MG conseguiu outras duas finalizações perigosas antes do intervalo com Rafael Moura. O São Paulo perdeu posse de bola, porém contou com a boa presença do goleiro Sidão e a efetividade no ataque. No lance final da primeira etapa, o tradicional empurra-empurra dentro da área rendeu um pênalti no zagueiro equatoriano Arboleda. Nenê converteu e recolocou o time na frente em Belo Horizonte.
Como a postura deu certo, o São Paulo tentou manter a cartilha no segundo tempo. A estratégia era administrar a vantagem com a espera pelo América-MG. O time da casa tinha a bola e encontrava espaços, mas carecia de qualidade para finalizar. Uma saída erra de Sidão, por exemplo, terminou com a cabeçada de Serginho para fora, mesmo com o gol vazio.
A falta de vitórias fora de casa como visitante na temporada não tirou a confiança do São Paulo. A equipe parecia segura da estratégia de saber suportar a pressão e procurar definir o jogo. Aos 15 minutos, o time sofreu falta em uma contra-ataque. Nenê cobrou com precisão, como nos melhores tempos de Rogério Ceni, e ampliou para 3 a 1.
Depois disso, a partida ficou sob domínio do São Paulo. A equipe não correu mais tanto riscos e controlou o jogo como se apreciasse o esperado resultado de ganhar como visitante. Uma sensação merecida. A primeira vitória fora de casa veio com uma atuação convincente e justamente diante de um adversário que tinha 100% de aproveitamento como mandante no Brasileirão.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia