Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 18 de maio de 2018.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Inter

Alterada em 18/05 às 17h46min

Odair confirma volta de Edenilson e quer time ofensivo

Treinador disse que o colorado busca mais repertório criativo para voltar a vencer no Brasileirão

Treinador disse que o colorado busca mais repertório criativo para voltar a vencer no Brasileirão


RICARDO DUARTE/INTER/DIVULGAÇÃO/JC
Folhapress
O Internacional terá um reforço diante da Chapecoense, no jogo da segunda-feira (21), no Beira-Rio. Odair Hellmann confirmou, nesta sexta-feira (18), o retorno de Edenilson ao time. O treinador ainda falou que o colorado busca ter mais repertório ofensivo para voltar a vencer no Brasileirão. A formação para o duelo válido pela sexta rodada, contudo, não está confirmada.
D'Alessandro e William Pottker foram suspensos pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por dois jogos em virtude de lances contra o Flamengo. O Inter entrou com pedido de efeito suspensivo e aguarda resposta. "O Edenilson está treinando e é mais um jogador que fica à disposição", disse o treinador. "Ainda temos mais alguns dias para treinar. Treinamos uma situação com variações", completou Odair Hellmann.
Edenilson não joga desde 29 de abril, diante do Cruzeiro, no Beira-Rio. Naquele jogo, Manoel caiu sob a perna esquerda do volante e acabou resultando em lesão no joelho.
O que já é certo no Internacional: a estratégia será diferente em relação ao Gre-Nal 416. No sábado passado, o time jogou fechado e praticamente abdicou de atacar. Na segunda-feira o colorado vai propor o jogo e quer ter repertório ofensivo para marcar.
"Estamos trabalhando todas as possibilidades. Assisti a cinco jogos da Chapecoense. Tem característica idêntica em todos os jogos, tem marcação forte, com linhas bem baixas de marcação, tentando buscar transição em trocas de passes. É time que compete muito, baixa a linha de marcação. A gente precisa trabalhar essas situações para criar o volume de oportunidades, chances de gols e sermos efetivos. Quanto mais situações a gente criar, mais chances", explicou Odair.
"Criamos contra o Bahia, fizemos dois. Contra o Cruzeiro não entrou. A gente está trabalhando para, além de criar volume, tem que ter paciência, sem lentidão. Tem que variar as formas. Quando baixa as linhas é difícil de entrar. Tem que ter variação. Temos que juntar esse número de chances com os gols."
O Inter deve enfrentar a Chapecoense com: Danilo Fernandes; Zeca, Moledo, Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado, Edenilson, Patrick, Pottker (Lucca) e D'Alessandro (Rossi); Leandro Damião.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia