Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 07 de maio de 2018.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

campeonato brasileiro

Alterada em 07/05 às 19h27min

Kannemann é denunciado no STJD por 'jogada violenta' e pode perder Grenal

Folhapress
Expulso na estreia do Grêmio no Campeonato Brasileiro, há três semanas, Kannemann foi denunciado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) nesta segunda-feira (7). O defensor será julgado por praticar jogada violenta e reclamar com o árbitro, e a pena mais rígida chegaria a 18 partidas.
Em 14 de abril, o Grêmio venceu o Cruzeiro por 1 a 0 no Mineirão. No segundo tempo, em contra-ataque mineiro, Kannemann deu um carrinho por trás em Arrascaeta e foi expulso direto. Ele ficou furioso, peitou o árbitro e reclamou muito. Foi feita, então, a denúncia em dose dupla, visto que o comportamento pode ser interpretado como infração a dois artigos do Código Brasileiro de Justiça Esportiva (CBJD).
O artigo 254 do CBJD prevê suspensão de quatro a 12 partidas para atletas que derem "chutes ou pontapés, desvinculados da disputa de jogo, de forma contundente ou assumindo o risco de causar dano ou lesão ao atingido". Já o inciso II do artigo 258 prega suspensão de uma a seis partidas para quem "desrespeitar os membros da equipe de arbitragem ou reclamar desrespeitosamente contra suas decisões".
O julgamento será na tarde desta quarta-feira (9). Ainda que seja improvável uma pena máxima neste caso, mesmo uma suspensão pequena já tiraria o zagueiro de duelos importantes: o jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil (contra o Goiás, na própria quarta), além do Gre-Nal pelo Campeonato Brasileiro no domingo (12).
Não é a primeira vez que Kannemann entra na mira dos tribunais nesta temporada. Há pouco mais de um mês, ele e Renato Gaúcho foram denunciados após o defensor ter forçado um cartão amarelo no Campeonato Gaúcho para não ficar de fora das finais. Mas a dupla fechou acordo com o TJD-RS e resolveu o caso pagando multas que totalizaram R$ 9 mil.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia