Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 22 de maio de 2018.
Dia do Apicultor.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

combustíveis

Alterada em 22/05 às 21h53min

Política de preços de combustíveis permanece inalterada, diz Petrobras

Em resposta a ofício enviado pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a Petrobras afirma que a sua política de preços para a gasolina e o diesel continua inalterada. O ofício foi motivado por notícias em diversos veículos de comunicação sobre a redução dos preços anunciada nesta terça-feira (22).
A partir desta quarta-feira (23), o preço médio do litro da gasolina A sem tributo nas refinarias será de R$ 2,0433, com queda de 2,08% em relação à média atual de R$ 2,0867. Essa é a primeira queda após cinco dias consecutivos de alta. No mês de maio, o combustível acumula alta de 13,6%.
Já o valor médio nacional do litro do diesel A caiu para R$ 2,3351, 1,54% menor do que a medida atual de R$ 2,3716. No mês, o produto acumula alta de 10,6%.
No comunicado, a Petrobras ressalta que as reduções foram definidas de forma "estritamente técnica", e decorrem da aplicação normal dos princípios e processos de reajustes previstos na política de preços. A companhia afirma que a decisão reflete as variações dos itens do preço de paridade internacional (PPI), como câmbio e fretes marítimos.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia