Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 03 de maio de 2018.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Telecomunicações

03/05/2018 - 13h20min. Alterada em 03/05 às 13h20min

TIM libera chamadas de voz no Whatsapp e amplia lista de aplicativos sem consumo

Estratégia da operadora é focada na busca por novos clientes e na fidelização da base atual

Estratégia da operadora é focada na busca por novos clientes e na fidelização da base atual


GIUSEPPE CACACE/AFP/JC
A TIM Brasil anunciou nesta quinta-feira (3) uma atualização do seu portfólio de planos de telefonia móvel, com a inclusão de mais aplicativos com uso livre, isto é, sem desconto da franquia de dados dos clientes. Uma das principais novidades será a oferta de chamadas livres de voz via Whasapp e Messenger em quase todos os planos. Até então, apenas as mensagens de textos eram livres no Whatsapp.
Segundo a operadora, não haverá aumento no preço dos planos. A atualização do portfólio faz parte de uma estratégia focada na busca por novos clientes e, principalmente, na fidelização da base atual, segundo o diretor de operações, Pietro Labriola. "A regra do jogo está mudando. Na fase de crescimento econômico do Brasil, tivemos adição de milhões de clientes de redes móveis. Agora o mercado está mais ou menos estável, e a satisfação do cliente ficou mais importante. A competição não se dá apenas sobre o preço", avaliou o executivo, referindo-se à oferta de novos benefícios. "Ao colocar nos planos serviços que são muito queridos, estamos valorizando a nossa marca ao melhorar a experiência dos clientes", justificou, em entrevista coletiva à imprensa.
A liberação das chamadas de voz pelo Whatsapp também consolida uma mudança na estratégia na indústria de telecomunicações, que entrou em conflito com o aplicativo anos atrás, chegando a classificá-lo como "pirata". "É importante entender quando um parceiro é competidor ou quando ajudará a alavancar o negócio. O cliente já ligava pelo Whatsapp, então tenho que ficar próximo dessa experiência", comentou Labriola.
Nesse modelo, entretanto, Whatsapp e TIM não são parceiros comerciais, ou seja, não pagam nem recebem pelo uso do aplicativo pelos clientes da operadora.
Em relação aos impactos financeiros, Labriola afirmou que a TIM deverá reduzir custos com a tarifa de interconexão (VUM) com a oferta de chamadas ilimitadas de voz pelos aplicativos. Segundo o executivo, a operadora não abrirá mão de receita com as chamadas livres de voz pelo Whatsapp, uma vez que os clientes da operadora já podem fazer chamadas ilimitadas pelos planos tradicionais de telefonia, ou já tinham o hábito de recorrer ao aplicativo. "Não estamos queimando receita", disse.
No segmento TIM Black - destinado a consumidores de renda mais elevada, com ofertas a partir de R$ 109,99 por mês - todos os planos terão inclusos os aplicativos de mobilidade Waze e Easy Taxi para uso livre. Os planos no topo do segmento TIM Black, de 10 GB a 50 GB (com preços a partir de R$ 139,99 por mês), também passarão a contar com Facebook, Instagram e Twitter. Nesses planos, o Youtube passará a integrar o pacote extra dedicado a vídeo para, que já contava com outros serviços.
Para a linha TIM Controle serão liberadas as chamadas de voz no Whatsapp e no Messenger no plano TIM Controle B (R$ 54,99 por mês). Os clientes de todos os segmentos Controle também poderão contratar, de forma avulsa, um pacote de uso livre das redes sociais com Facebook, Instagram e Twitter por R$ 8 (válido por 7 dias) ou R$ 20 (30 dias).
Na linha de pré-pagos, os clientes de algumas ofertas TIM Pré Smart (R$ 9,99 por 7 dias) terão a inclusão da oferta das chamadas de voz no Whatsapp e no Messenger sem desconto na franquia de dados. Todos os clientes de pré-pagos também poderão contratar, de forma avulsa, um pacote de uso livre das redes sociais com Facebook, Instagram e Twitter por R$ 10 (válido por 7 dias) ou R$ 20 (30 dias).
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
edson tayrone 03/05/2018 14h11min
já foi uma boa operadora.mas hoje deixa a desejar.