Porto Alegre, domingo, 15 de março de 2020.
Dia Mundial do Consumidor. Dia da Escola.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Tecnologia

02/05/2018 - 19h11min. Alterada em 02/05 às 19h11min

Spotify tem prejuízo de 169 milhões de euros no primeiro trimestre

O Spotify apresentou prejuízo líquido de 169 milhões de euros no primeiro trimestre deste ano, o equivalente a 1,01 euro por ação, em um resultado melhor do que o visto no mesmo período do ano anterior, quando houve perdas de 172 milhões de euros, ou 1,15 euro por ação. Analistas consultados pela FactSet esperavam prejuízo menor, de 0,32 euro por ação. O Spotify também apresentou prejuízo operacional de 41 milhões de euros no primeiro trimestre.
O Spotify apresentou prejuízo líquido de 169 milhões de euros no primeiro trimestre deste ano, o equivalente a 1,01 euro por ação, em um resultado melhor do que o visto no mesmo período do ano anterior, quando houve perdas de 172 milhões de euros, ou 1,15 euro por ação. Analistas consultados pela FactSet esperavam prejuízo menor, de 0,32 euro por ação. O Spotify também apresentou prejuízo operacional de 41 milhões de euros no primeiro trimestre.
A receita, por sua vez, subiu de 902 milhões de euros entre janeiro e março de 2017 para 1,14 bilhão de euros no mesmo período deste ano. O resultado, no entanto, ficou abaixo do esperado por analistas ouvidos pela FactSet, que previam receita de 1,16 bilhão no período. Em relação à quantidade de usuários, o Spotify terminou o primeiro trimestre com 75 milhões de clientes no serviço premium, enquanto houve 170 milhões de usuários ativos mensais.
Para todo o ano de 2018, o Spotify acredita que irá registrar receita entre 4,9 bilhões de euros e 5,3 bilhões de euros. Já o prejuízo operacional ficará entre 230 milhões de euros e 330 milhões de euros, enquanto o total de usuários ativos mensais será de 198 milhões a 208 milhões. Para o segundo trimestre, a companhia acredita que a receita ficará entre 1,1 bilhão de euros e 1,3 bilhão de euros, enquanto o total de usuários ativos mensais será de 175 milhões a 180 milhões. Já o prejuízo operacional entre abril e junho será de 60 milhões de euros a 140 milhões de euros.
Com a receita abaixo do esperado por analistas, o Spotify viu suas ações despencarem nos negócios do after hours em Nova York. Às 18h56 (de Brasília), os papéis da companhia perdiam 8,06%, a US$ 156,30.