Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 01 de maio de 2018.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Bancos

01/05/2018 - 19h00min. Alterada em 01/05 às 19h02min

Lucro líquido recorrente do Itaú Unibanco soma R$ 6,419 bi no 1º trimestre

Expansão foi de 3,93% em relação ao mesmo período de 2017, que somou R$ 6,176 bilhões

Expansão foi de 3,93% em relação ao mesmo período de 2017, que somou R$ 6,176 bilhões


MARCELO G. RIBEIRO/JC
O Itaú Unibanco divulgou nesta terça-feira (1) lucro líquido recorrente de R$ 6,419 bilhões no primeiro trimestre deste ano, expansão de 3,93% em relação ao mesmo período de 2017, quando os ganhos foram de R$ 6,176 bilhões. Na comparação com os três meses imediatamente anteriores (R$ 6,280 bilhões), o resultado foi 2,21% maior.
O lucro do banco nos três primeiros meses do ano foi influenciado, conforme explica o Itaú em relatório que acompanha as suas demonstrações financeiras, por menores gastos com calotes no Brasil e no Chile e ainda despesas mais baixas com pessoal e administrativas. Foi compensado, em parte, por uma menor margem financeira com clientes, impactada pela menor quantidade de dias corridos no trimestre.
O Itaú informa que a partir do primeiro trimestre de 2018 passou a apresentar as operações de varejo do Citibank no Brasil linha a linha em sua demonstração de resultado gerencial. A carteira de crédito total ajustada da instituição atingiu R$ 601,1 bilhões ao final de março, alta de 0,2% ante dezembro, quando somou R$ 600,1 bilhões. Em um ano, quando o saldo era de R$ 587,0 bilhões, foi visto aumento de 2,4%.
"Temos observado uma contínua e gradual recuperação da atividade econômica, que tem levado ao aumento da confiança de consumidores e empresários, notadamente no segmento de micro, pequenas e médias empresas. Esse aumento de confiança tem naturalmente aumentado a demanda por crédito. No primeiro trimestre de 2018, concedemos 31% mais créditos para pessoas físicas e 27% mais créditos para micro, pequenas e médias empresas em relação ao mesmo período de 2017", afirma Candido Bracher, presidente executivo do Itaú Unibanco, em nota à imprensa.
Os ativos totais do Itaú somaram R$ 1,524 trilhão no primeiro trimestre, aumento de 2,1% ante os três meses anteriores, quando eram de R$ 1,504 trilhão. Na comparação com o mesmo intervalo do ano passado, quando estavam em R$ 1,413 trilhão, houve elevação de 7,9%.
Seu patrimônio líquido foi a R$ 118,511 bilhões de janeiro a março, expansão de 3,1% em 12 meses e queda de 6,6% na comparação com os três meses anteriores. O retorno recorrente sobre o patrimônio líquido médio anualizado (ROE) do Itaú alcançou 22,2% ao final do primeiro trimestre, contra 21,6% nos três meses anteriores e 22,0% há um ano.
O Itaú publicou ainda lucro líquido de R$ 6,280 bilhões no primeiro trimestre, aumento de 3,77% em relação ao mesmo intervalo do ano passado, quando foi de R$ 6,052 bilhões. Em comparação com o quarto trimestre, de R$ 5,821 bilhões, teve incremento de 7,88%.
As principais diferenças entre o lucro líquido e o resultado recorrente no primeiro trimestre, conforme explica o banco em relatório que acompanha suas demonstrações financeiras, foram, dentre outros motivos, R$ 146 milhões em amortização de ágio, ajuste no valor de ativos para adequação ao provável valor de realização, relacionados à tecnologia.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia