Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sábado, 21 de abril de 2018.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

governo federal

21/04/2018 - 10h11min. Alterada em 21/04 às 12h02min

'É fácil bater. Quero ver fazer', diz Temer em pronunciamento na TV

Em vídeo que foi exibido à noite, o presidente disse que a 'torcida organizada pelo fracasso' perdeu

Em vídeo que foi exibido à noite, o presidente disse que a 'torcida organizada pelo fracasso' perdeu


Alan Santos/PR/DIVULGAÇÃO/JC
O presidente da República, Michel Temer, assumiu um tom eleitoral em seu primeiro pronunciamento em rede de rádio e TV após anunciar a intenção de se candidatar à reeleição. Em vídeo que foi exibido ontem à noite, Temer disse que "bater no governo é fácil" e cobrou os adversários realizações.
"É fácil bater no Michel Temer! É fácil bater no governo, é fácil só criticar. Quero ver fazer. Quero ver conquistar! Quero ver construir e realizar o que nós conseguimos avançar em tão pouco tempo", afirmou o presidente.
A intenção do governo é apresentar uma mensagem de otimismo aos brasileiros e destacar medidas adotadas durante a sua administração. Temer disse que a "torcida organizada pelo fracasso" perdeu.
"A verdade é que o Brasil virou esse jogo". Ele ainda fez críticas a "instabilidade" institucional. "Alcançamos, nesses dois anos, vitórias expressivas, recordes após recordes, mas muitos teimam em não perceber a mudança. Em não admitir o nosso sucesso: o sucesso do Brasil."
Temer abriu o pronunciamento ressaltando a importância da liberdade, citando versos do Romanceiro da Inconfidência de Cecília Meireles, lembrando que hoje se comemora o Dia de Tiradentes. O presidente fez ainda uma defesa da liberdade e do respeito à Constituição.
"Muito mais do que a independência sonhada pelos inconfidentes, hoje celebramos a liberdade da democracia, do direito de ir e vir, de pensar e expressar-se. Celebramos a liberdade da imprensa brasileira."
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia