Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 17 de abril de 2018.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

oriente médio

Alterada em 17/04 às 14h12min

Síria não pode impedir investigação sobre supostas armas químicas, diz ONU

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas, António Guterres, pediu que o governo da Síria garanta que os inspetores internacionais de armas químicas possam trabalhar sem restrições. Mais cedo, a agência estatal síria disse que os inspetores da Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ) haviam chegado à cidade de Douma para investigar um suposto ataque com gás de 7 de abril.
Guterres disse que "é obrigação do governo sírio passar todas as informações para eles trabalharem sem qualquer restrição". Ele não chegou a confirmar que os inspetores chegaram a Douma, mas disse a repórteres nesta terça-feira na Arábia Saudita que a ONU tem feito "todo o possível para garantir" a chegada desses profissionais logo à cidade.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia