Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 22 de abril de 2018.

Jornal do Comércio

Esportes

CORRIGIR

campeonato brasileiro

Alterada em 22/04 às 21h30min

Grêmio faz bom jogo, mas fica no empate com Atlético-PR na Arena

Grêmio fica no empate com os paranaenses

Grêmio fica no empate com os paranaenses


LUCAS UEBEL/GRÊMIO FBPA/DIVULGAÇÃO/JC
Era um jogo visto com expectativa por muitos apreciadores de futebol. O Grêmio, talvez a melhor equipe do Brasil hoje, enfrentaria o ousado Atlético-PR, armado por Fernando Diniz para jogar de forma ofensiva e com muitas trocas de passe. É de se imaginar, então, que ninguém estivesse esperando o que de fato ocorreu: um empate movimentado, mas sem gols na Arena. O placar final de 0 a 0 impediu que o Tricolor ficasse entre os líderes do Campeonato Brasileiro, e agora será preciso recuperar os pontos perdidos no próximo sábado, quando o time gaúcho visita o Botafogo.
Depois de causar boa impressão nas últimas partidas, o time paranaense não quis abandonar a característica e buscou tocar a bola desde o início. Com menos de cinco minutos, porém, um erro quase rendeu ao Grêmio o primeiro gol: Luan roubou a bola e chutou na trave, com Ramiro pegando o rebote e concluindo por cima.
Apesar da disposição dos dois times em fazer um jogo bem trabalhado, o domínio era gremista. Com o avançar dos minutos, o Furacão foi deixando de lado a iniciativa e passou a congestionar a frente da área, tentando evitar as investidas do Tricolor. Mesmo assim, as oportunidades se empilhavam.
Aos 17, Everton chutou e forçou Santos a fazer boa intervenção. Menos de dez minutos depois, após ótima jogada de Léo Moura, Luan clareou e chutou por cima, com muito perigo. No lance seguinte, Santos salvou de novo, desta vez em chute de Maicon. E, aos 32, Luan recebeu de André e, com espaço, mandou de novo sobre o gol.
Com amplo domínio, a expectativa era de vitória tricolor na segunda etapa. Os minutos, porém, iam se arrastando. Mesmo com o Grêmio ainda senhor do jogo, murmúrios de insatisfação se faziam ouvir por parte da torcida. O atleticano Camacho ainda tentou facilitar as coisas: em menos de dois minutos, levou dois cartões amarelos e acabou expulso.
Nos últimos minutos, nada de futebol refinado: era o Grêmio amassando do jeito que dava e o Furacão encolhido, segurando o empate na ponta dos dedos. Um jogo emocionante, sem dúvida, ainda que nenhum dos zeros tenha saído do placar. A próxima partida gremista é na quarta-feira, quando enfrenta o Goiás, fora de casa, pelo jogo de ida das oitavas da Copa do Brasil. 
Grêmio 0 x 0 Atlético/PR
Marcelo Grohe; Léo Moura (Alisson), Pedro Geromel, Bressan e Bruno Cortez; Maicon (Maicosuel), Arthur (Jael), Ramiro, Cícero e Everton; André. Técnico: Renato Portaluppi.
Santos; Paulo André, Pavez e Thiago Heleno; Matheus Rossetto, Lucho González (Bruno Guimarães), Camacho e Thiago Carleto; Nikão, Guilherme (Zé Ivaldo) e Pablo (Éderson). Técnico: Fernando Diniz.
Árbitro: Raphael Claus (Fifa/SP).
CORRIGIR
Seja o primeiro a comentar esta notícia