Porto Alegre, domingo, 15 de março de 2020.
Dia Mundial do Consumidor. Dia da Escola.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

TraBALHO

20/04/2018 - 14h59min. Alterada em 21/04 às 18h00min

Criação de vagas no RS tem melhor resultado para março desde 2014

Melhores resultados para o mês estão na indústria de transformação e no setor de serviço

Melhores resultados para o mês estão na indústria de transformação e no setor de serviço


FREDY VIEIRA/JC
O Rio Grande do Sul criou, em março deste ano, 12.667 novas vagas de trabalho, uma variação positiva de 0,5% e o melhor resultado para o mês desde 2014 (13.708 vagas). Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (20) pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho.
O Rio Grande do Sul criou, em março deste ano, 12.667 novas vagas de trabalho, uma variação positiva de 0,5% e o melhor resultado para o mês desde 2014 (13.708 vagas). Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (20) pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho.
Segundo as informações por setor de atividade econômica, os melhores resultados estão na indústria de transformação (7.649 vagas) e no setor de serviços (4.540 vagas), enquanto a agropecuária fechou 3.065 postos de trabalho.
Ainda conforme o balanço, a região Sul foi uma das três regiões brasileiras que registrou aumento de vagas no mês passado. Juntos, Rio Grande do Sul, Santa Catarina (1.910) e Paraná (6.514) criaram 21.091 vagas formais, atrás apenas da região Sudeste (46.635 postos) e seguidos do Centro Oeste, que criou 2.264 novos postos. Os desempenhos negativos foram registrados no Norte (-231 postos) e no Nordeste (-13.608 postos).
No dado nacional, o Brasil abriu 56.151 vagas de emprego formal em março, no terceiro mês de aumento consecutivo no número de vagas com carteira assinada. Para meses de março, este é o melhor resultado desde 2013, quando foram geradas 112.450 vagas.