Porto Alegre, domingo, 15 de março de 2020.
Dia Mundial do Consumidor. Dia da Escola.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Tecnologia

04/04/2018 - 23h22min. Alterada em 04/04 às 23h22min

Zuckerberg diz ter cometido erro ao não prevenir mau uso de dados do Facebook

O CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, afirmou hoje a repórteres que cometeu um "erro enorme" ao encarar como "maluca" a ameaça das notícias falsas pouco após a eleição presidencial dos Estados Unidos em 2016 e não se concentrar o suficiente em "prevenir o mau uso" de dados de usuários.
O CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, afirmou hoje a repórteres que cometeu um "erro enorme" ao encarar como "maluca" a ameaça das notícias falsas pouco após a eleição presidencial dos Estados Unidos em 2016 e não se concentrar o suficiente em "prevenir o mau uso" de dados de usuários.
Em uma conferência com jornalistas por telefone, Zuckerberg falou que, por ser "idealista e otimista", a companhia teve falhas de fiscalização como a que resultou no vazamento de dados de 87 milhões de usuários para a Cambridge Analytica, segundo informou hoje o próprio Facebook.
Quando questionado sobre se a diretoria da empresa sugeriu que ele deixasse o comando da companhia, Zuckerberg respondeu: "Não que eu tenha ciência."
Às 18h53 (de Brasília), na sequência da conversa do fundador da rede social com jornalistas, a ação do Facebook subia 3% no pós-mercado em Nova Iorque.