Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 29 de abril de 2018.

Jornal do Comércio

Empresas & Negócios

COMENTAR | CORRIGIR

Opinião

Notícia da edição impressa de 30/04/2018. Alterada em 27/04 às 18h05min

Planejamento e estratégia se tornam aliados no sucesso profissional

Ério Nascimento
Muitos acreditam que a carreira é o emprego que se tem. Outros criam objetivos sem traçar metas. Porém, é importante ser o gestor da própria carreira, já que o termo teve muitas mudanças nos últimos anos. Seu significado, inicialmente atrelado às organizações, tomou outro rumo quando passou a ser gerida pelos próprios profissionais. Mas administrar isso não é fácil. Planejamentos e estratégias precisam ser criados para que a caminhada profissional seja efetiva.
Enquanto o emprego é a atividade que gera recursos financeiros, a carreira é a soma de decisões profissionais tomadas durante o decorrer da vida. Por isso, é importante ter objetivos claros e planejados. Já na escolha da graduação, se deve traçar objetivos, planejar investimentos e criar estratégias para aproveitar o período acadêmico.
Autoconhecer-se, aprender com as experiências e maximizar habilidades também são alguns passos básicos de gestão. Afinal, a carreira não é consolidada da noite para o dia. Trata-se de um longo processo.
Outro ponto que pode auxiliar o profissional é colocar seus objetivos em comum com a organização. Assim, é possível identificar oportunidades de crescimento dentro da própria empresa, já que hoje muitas organizações buscam investir em seus próprios colaboradores. O profissional também deve estar aprimorando-se constantemente. Desta forma, quando o cargo pretendido estiver disponível, ele estará qualificado para novas responsabilidades.
Porém, há algo que deve estar claro a quem está gerindo a própria carreira: determinar metas realistas. Os objetivos foram feitos para serem alcançados e não apenas planejados. Com metas possíveis, o profissional verá resultados concretos e ficará cada vez mais motivado. A mudança de comportamento também deve ser levada em consideração. A adaptação de um profissional a tecnologias novas, ou a possibilidade de um novo cargo, exigirá uma nova forma de pensar. A mente deve estar aberta para possibilidades.
Planejar. Criar. Implantar. A gestão de carreira se faz quase obrigatória, sendo parte fundamental para um caminho profissional de sucesso. Porém, só dependerá do profissional identificar as ferramentas que o ajudarão na realização dos objetivos traçados durante esse caminho. O trabalho é árduo, mas vale a pena ver os resultados que, além de realização profissional, podem trazer recompensas financeiras.
Sócio consultor da Prisma Resultados evice-presidente da ABRH-RS
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia