Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sábado, 31 de março de 2018.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Operação Lava Jato

Notícia da edição impressa de 26/03/2018. Alterada em 26/03 às 10h30min

Ana Amélia elogia 'atirar ovos' e 'levantar o relho' contra apoiadores de Lula

"Nunca nos respeitaram. E querem receber o nosso respeito. Era só o que faltava", reagiu Ana Amélia

"Nunca nos respeitaram. E querem receber o nosso respeito. Era só o que faltava", reagiu Ana Amélia


CLAITON DORNELLES /JC
Marcus Menegetti
Depois dos episódios de violência durante a passagem do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pelo Rio Grande do Sul - em que manifestantes contrários ao petista chegaram a agredir apoiadores de Lula - a senadora Ana Amélia Lemos (PP) parabenizou os grupos que "botaram para correr" os simpatizantes do ex-presidente.
"Quero cumprimentar Bagé, Santa Maria, Palmeira das Missões, Passo Fundo, São Borja e Santana do Livramento, que botou a correr aquele povo que foi lá, botando um condenado para se queixar da democracia”, disse em seu discurso na pré-convenção do PP, neste sábado (24), no Teatro Dante Barone da Assembleia Legislativa, depois de relembrar a campanha como candidata ao governo do Estado em 2014. A pré-convenção indicou Luis Carlos Heinze como nome da sigla na sucessão de José Ivo Sartori (PMDB).
"Atirar ovos, levantar o relho, levantar o rebenque para mostrar o Rio Grande, para mostrar onde estão os gaúchos. Nós os respeitamos. Eles nunca nos respeitaram. E querem receber o nosso respeito. Era só o que faltava", reagiu a senadora. A militância a aplaudiu com veemência.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
luiz augusto 26/03/2018 12h59min
Em pronunciamento no senado federal a senadora Ana Amélia detonou o o senador Lindbergh Farias " não entendo de baderna ou vandalismo. Entendo de democracia!" Esta é sua democracia "senadora" Ana Amélia? Incentivar ataques aos irmãos brasileiros (Lula e sua caravana)?
Sergio 26/03/2018 11h04min
Daniel, falaste tudo, mas tudinho mesmo. A tal da RBS, enrolada na operação Zelotes até o pescoço, infelizmente me vendeu uma senadora, LIBERAL, CULTA, com ideias inovadoras e honesta. Como ela mudou após a eleição!! Desconstrói a própria imagem que nos foi vendida em todos os seus pronunciamentos. Só falta agora, aparecer em uma delação qualquer, pois o mundo dá muitas voltas. Sempre elegi a pessoa, jamais um partido.
Rogerio 26/03/2018 11h03min
Quando o PT e os contratados Black Blocks fazem baterna, aí pode? Acho errado o confronto físico, mas é o que os vermelhos fazem, isto tem de ter um basta.
Sergio 26/03/2018 08h30min
Eu, que sempre acreditei na livre iniciativa, contra a corrupção e prezando a honestidade votei nessa "coisa", parei. Meu Deus, por favor me perdoa.
Ana Malvina 26/03/2018 08h23min
Sou contra violência. Pior ainda quando a mesma é apoiada por pessoas que se dizem 'cultas e civilizadas'. Decepcionante!!
Oliveira 26/03/2018 05h45min
O partido progressista (PP) é o partido que mais tem políticos investigados na operação lava jato. A fala da senadora só pode ser piada !
Daniel 26/03/2018 03h30min
Falou a senadora do Partido da RBS, que vive de atacar os movimentos sociais e defender a aristocracia rural.
Jaime Luiz da Rosa 25/03/2018 21h09min
Quando é o PT são vadios baderneiros,os outros é protesto. Me envergonho de ser gaúcho.