Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 15 de março de 2018.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

governo do estado

Notícia da edição impressa de 16/03/2018. Alterada em 15/03 às 21h39min

Odacir Klein deixa o BRDE para comandar Secretaria da Agricultura

Atualmente no BRDE, Klein já passou pela pasta em gestões do PMDB

Atualmente no BRDE, Klein já passou pela pasta em gestões do PMDB


MARCELO G. RIBEIRO/JC/MARCELO G. RIBEIRO/JC
Bruna Suptitz e Guilherme Daroit
O governo do Estado definiu Odacir Klein (PMDB) como novo titular da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Irrigação (Seapi). Ele assumirá o comando da pasta no início de abril. O cargo é atualmente ocupado por Ernani Polo (PP), que retornará ao mandato parlamentar na Assembleia Legislativa na segunda-feira, com o desembarque do PP da base de José Ivo Sartori (PMDB).
Klein é ex-deputado federal e atualmente exerce a vice-presidência financeira do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE). O anúncio foi feito de maneira repentina pelo governador Sartori nesta quinta-feira, durante o evento de lançamento do Observatório Gaúcho da Carne, no Palácio Piratini.
Será a terceira vez que Klein liderará a secretaria, todas em governos de seu partido. A primeira passagem foi ainda em 1988, no governo de Pedro Simon, retornando à posição em 2003, durante quase toda a gestão de Germano Rigotto, cargo que só deixou em março de 2006 para concorrer a uma vaga em Brasília. Para reassumir a titularidade da pasta no início do mês que vem, Klein, que estava de férias marcadas, deixará seu cargo no banco de desenvolvimento.
A vaga na Seapi é uma das que serão abertas, junto com a Secretaria dos Transportes, com o desembarque do PP da base aliada de Sartori. Prevista para a quinta-feira, a saída acabou adiada até a sanção do projeto de divisão do Instituto de Previdência do Estado (IPE), autarquia também administrada pelo PP, que deve acontecer na segunda-feira. Até a posse do novo secretário, quem assume interinamente é o atual adjunto da pasta, André Petry.
Tanto Klein quanto Polo projetam que a transição aconteça de forma tranquila. "Estive acompanhando o trabalho do Polo na secretaria, que foi de uma reestruturação entre os setores do campo. A ideia é dar continuidade", afirma Klein.
As outras duas vagas abertas com a saída do PP ainda não têm definição dos substitutos. O PP também ocupa cargos nos chamados segundo e terceiro escalões do governo, com direções e outros cargos comissionados, e informa que já deixou estes cargos à disposição do governo para a exoneração.
O presidente estadual da sigla, Celso Bernardi, reitera que a saída não representa oposição a Sartori - o partido deve continuar votando com o governo na Assembleia. A saída atende a uma vontade da base, que pretende disputar a eleição ao Palácio Piratini deste ano como cabeça de chapa.
No dia 24 de março, os mais de 2,8 mil convencionais, de 471 municípios gaúchos, decidirão o nome do PP na corrida ao governo entre os pré-candidatos Luis Carlos Heinze e Antônio Weck.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia