Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 28 de março de 2018.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Estados Unidos

Alterada em 28/03 às 14h50min

Segunda Emenda nunca será revogada, diz Trump sobre armas

Folhapress
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta quarta-feira (28) que a Segunda Emenda da Constituição americana, que prevê o direito de manter e portar armas de fogo, "nunca será revogada", em resposta a artigo do ex-juiz da Suprema Corte John Paul Stevens propondo justamente isso.
"A SEGUNDA EMENDA NUNCA VAI SER REVOGADA! Por mais que os democratas gostariam de ver isso acontecendo, e apesar das palavras de ontem do ex-juiz da Suprema Corte Stevens, DE JEITO NENHUM. Precisamos de mais republicanos em 2018 e devemos SEMPRE manter a Suprema Corte", escreveu Trump no Twitter.
A declaração ocorre ainda após uma marcha histórica de estudantes no fim de semana, pedindo mais controle sobre o uso de armas no país.
"Raramente durante minha vida vi o tipo de participação cívica que estudantes e seus apoiadores demonstraram em Washington e outras grandes cidades dos Estados Unidos no sábado (24)", escreveu Stevens. "Essas manifestações exigem nosso respeito. Elas revelam o amplo apoio público a uma legislação para reduzir o risco de chacinas de estudantes e de outras pessoas em nossa sociedade."
Uma revogação da Segunda Emenda teria de ser aprovada pelo Congresso. Na terça, a porta-voz da Casa Branca, Sarah Sanders, indicou que o governo não está considerando tal medida.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia