Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 21 de março de 2018.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Transportes

Notícia da edição impressa de 12/03/2018. Alterada em 12/03 às 08h19min

Passagem de ônibus de Porto Alegre sobe para R$ 4,30 amanhã

Usuários do cartão TRI não terão mais isenção na segunda passagem, apenas os estudantes

Usuários do cartão TRI não terão mais isenção na segunda passagem, apenas os estudantes


PATRÍCIA COMUNELLO /ESPECIAL/JC
A tarifa de ônibus de Porto Alegre subirá amanhã de R$ 4,05 para R$ 4,30, um aumento de 6,17%. O reajuste se deu após votação do Conselho Municipal de Transporte Urbano (Comtu) e sanção do aumento pela prefeitura, na sexta-feira. O passe da lotação passará de R$ 6,00 para R$ 6,05.
Originalmente, a passagem sofreria acréscimo de 11,1%, passando para R$ 4,50, mas, com a decisão de acabar com a isenção na passagem de integração de usuários do cartão TRI, o reajuste foi menor do que o esperado. A partir de agora, apenas estudantes terão 100% de gratuidade na segunda passagem - o restante dos usuários pagará 50% do valor da tarifa quando pegar um segundo ônibus em até uma hora. A mudança afeta 11% dos passageiros.
Além da retirada da isenção na segunda passagem, a prefeitura busca na Câmara de Vereadores da Capital a aprovação de projetos de lei com alterações de outras gratuidades, que permitiriam a redução da tarifa para até R$ 4,00. O Executivo municipal calcula que o valor cairia mais R$ 0,15 caso os idosos com 60 a 64 anos voltassem a pagar pelas viagens, outros R$ 0,10 se for estabelecido limite de renda para a oferta de meia passagem para estudantes e mais R$ 0,05 se a presença de cobradores for desobrigada.
A elevação da tarifa foi aprovada por 13 votos a quatro em votação do Comtu, na sexta-feira. O clima tenso das discussões desencadeou, no final da reunião, que durou duas horas, uma briga envolvendo troca de socos entre os representantes do Sindicato dos Rodoviários e da União Metropolitana dos Estudantes Secundários de Porto Alegre (Umespa). Antes da reunião, no começo da manhã, dezenas de estudantes se reuniram em frente à Escola Técnica Parobé, no Centro da Capital, para protestar contra o reajuste.
Existente desde 1994, o Comtu é um órgão independente da prefeitura, responsável por analisar questões referentes ao transporte público de Porto Alegre. O conselho só é lembrado anualmente, na época da votação do reajuste da passagem de ônibus. Desde sua fundação, o órgão nunca votou contra as propostas de índices de aumento encaminhadas pelo Executivo.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Tania Regina Oliveira 21/03/2018 12h24min
Não consigo entender como esta funcionando a segunda passagem a 50%, pois vi o cobrador dizendo que é só quando se tratar do mesmo trajeto, utilizo a linha T7 vindo do Praia de Belas até o viaduto da Nilo e depois no anel superior o T2A em direção ao aeroporto, como me é cobrada esta segunda passagem? Alguém consegue me esclarecer pois é muito rápida a leitura não consigo acompanhar o saldo após os descontos.
Roberto 13/03/2018 12h23min
Faltou ressaltar que para os usuários que utilizam duas passagens para deslocar-se, a tarifa passou para R$ 6,45 ou seja um reajuste de pífios 59%!!!