Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 29 de março de 2018.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Futebol

Alterada em 29/03 às 17h34min

Rodrigo Caetano e Paulo César Carpegiani são demitidos do Flamengo

Treinador (e) e diretor de futebol (d) não resistiram à derrota para o Botafogo

Treinador (e) e diretor de futebol (d) não resistiram à derrota para o Botafogo


GILVAN DE SOUZA/FLAMENGO/DIVULGAÇÃO/JC
Agência O Globo
O Flamengo demitiu, nesta quinta-feira (29), um dia após a derrota por 1 a 0 para o Botafogo, pela semifinal do Campeonato Carioca, o diretor executivo de futebol, Rodrigo Caetano, e o técnico Paulo César Carpegiani.
As demissões foram definidas em reunião realizada entre o presidente Eduardo Bandeira de Mello e o dirigente Fred Luz, nesta tarde. O vice de futebol Ricardo Lomba foi quem pediu a demissão da dupla. Os vices-presidentes se uniram a Lomba para as mudanças e Bandeira cedeu. Caetano estava desde 2015 no Fla, após passagens por Vasco e Fluminense. Já Carpegiani, chegou no início do ano.
Rodrigo Caetano não apareceu no Ninho do Urubu, nesta quinta-feira, mas Carpegiani foi trabalhar normalmente. Zinho e Alessandro foram nomes falados internamente para o comando do futebol. Outro que está cotado para sair do Flamengo é Mozer, gerente de futebol.
Ricardo Lomba deixou o Maracanã, após a derrota para o Botafogo, revoltadíssimo e prometendo mudanças no departamento de futebol.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia