Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 22 de março de 2018.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

campeonato gaúcho

22/03/2018 - 00h00min. Alterada em 22/03 às 00h02min

Inter vence por 2 a 0 Grenal 415, mas Grêmio fica com a vaga na semifinal do Gaúcho

Nico López acerta o primeiro tento do Internacional no Grenal 415

Nico López acerta o primeiro tento do Internacional no Grenal 415


RICARDO DUARTE/DIVULGAÇÃO/INTER/JC
O Grêmio está nas semifinais do Campeonato Gaúcho. A imensa vantagem obtida no jogo de ida, quando venceu por 3 a 0 em casa, fez a diferença, porque nesta quarta-feira a equipe tricolor foi derrotada pelo arquirrival Internacional por 2 a 0, no Beira-Rio, e só garantiu a classificação graças a um gol a mais no saldo.
Com o resultado, o Grêmio segue em busca de seu primeiro título estadual desde 2010 e, mesmo sem vencer, manteve a hegemonia recente diante do rival. Agora, nas semifinais, terá pela frente a maior surpresa da competição, o Avenida, que eliminou o favorito Caxias na terça.
Para o Inter, ficou a decepção de ter estado próximo de fazer o que parecia impossível, mas, ao menos, o resultado minimizou a pressão sobre o técnico Odair Hellmann. Prova disso foi o reconhecimento da torcida ao apito final, com aplausos aos jogadores.
Precisando do "milagre", o Inter tratou de esquentar o jogo nesta quarta com marcação alta, pressionando a saída de bola e com algumas jogadas mais duras, que resultaram em diversos bate-bocas. Mas a primeira chance aconteceu apenas aos 23 minutos, e foi do Grêmio. Jael fez o pivô para Luan, que arrancou e bateu cruzado de esquerda, exigindo boa defesa de Marcelo Lomba.
Se ampliava o poder de marcação, o excesso de volantes optado por Odair tirava a criatividade colorada. As chances, então, eram criadas apenas quando a pressão funcionava, como aos 29, quando Rodrigo Dourado roubou no ataque, Gabriel Dias ficou com a bola e jogou por cima.
Sem muitas possibilidades, o Inter contou com uma ajuda do Grêmio para abrir o placar. Aos 31 minutos, Bressan abraçou Rodrigo Moledo após cobrança de escanteio, Leandro Vuaden viu e assinalou o pênalti. Nico López cobrou com categoria, deslocando Marcelo Grohe.
O gol tornou o Inter mais aceso para o segundo tempo, no qual chegou com dois minutos, quando Edenílson cruzou e Gabriel Dias finalizou de cabeça, nas mãos de Grohe. O Grêmio respondeu aos sete, após bate-rebate que terminou nos pés de Bressan. Desta vez, foi Lomba quem brilhou.
Mas a pressão era mesmo colorada, e o segundo quase saiu aos 13. Nico López recebeu na área e bateu cruzado, parando em Grohe. No rebote, Gabriel Dias jogou rente à trave. A intensidade do Inter só seria recompensada aos 20, em cobrança de falta perfeita de D'Alessandro, que acertou o ângulo esquerdo do goleiro gremista
O Inter foi com tudo para o ataque, de forma desordenada, e o tão sonhado contra-ataque gremista saiu aos 33, mas Luan jogou rente ao travessão. Cícero, na sequência, exigiu trabalho de Lomba. O time da casa, cansado, tentou na base do jogo aéreo, mas sequer voltou a levar perigo a Grohe.
Internacional 2 x 0 Grêmio
Marcelo Lomba; Fabiano (Brenner), Rodrigo Moledo, Víctor Cuesta (Camilo) e Iago; Rodrigo Dourado, Gabriel Dias (Wellington Silva), Edenilson, D'Alessandro e Patrick; Nico López. Técnico: Odair Hellmann.
Marcelo Grohe; Léo Moura (Alisson), Bressan, Kannemann, Cortez; Jailson, Cícero, Ramiro, Luan, Everton (Michel); Jael (Arthur). Técnica: Renato Portaluppi.
Árbitro: Leandro Vuaden
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia