Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 15 de março de 2018.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Libertadores

Alterada em 15/03 às 00h48min

Com dois gols de Vinicius Junior, Flamengo vira sobre o Emelec no Equador

Vinicius Junior saiu do banco para matar a partida para o Flamengo

Vinicius Junior saiu do banco para matar a partida para o Flamengo


RODRIGO BUENDIA/AFP/JC
Se o desempenho fora de casa foi o grande vilão do Flamengo na Libertadores em 2017, desta vez a equipe começou bem diferente o torneio. Nesta quarta-feira (14), em Guayaquil, o time rubro-negro iniciou atrás do Emelec e parecia que acumularia mais uma derrota como visitante. Mas Vinicius Junior precisou de apenas 15 minutos em campo para marcar dois belos gols e selar a vitória por 2 a 1.
O talento do garoto de 17 anos deu o primeiro triunfo e fez o Flamengo recuperar os pontos perdidos com o empate da estreia diante do River Plate, em casa. E o triunfo poderia ter sido ainda mais tranquilo, não fossem as inúmeras chances perdidas por Henrique Dourado, em noite para ser esquecida.
Mesmo assim, o Flamengo chegou a quatro pontos e lidera o Grupo D, deixando Emelec, River Plate e Independiente Santa Fe - que ainda se enfrentam na rodada - com um. Na próxima rodada, o time carioca recebe o Santa Fe, no dia 18 de março, mas antes, volta as atenções para a Taça Rio, pela qual encara a Portuguesa no domingo.
Embalado pela pressão da torcida, o Emelec foi para cima nesta quarta e levou perigo com um minuto, em chute de longe de Luna. Mas o Flamengo não se assustou, foi para cima e acabou prejudicado aos seis. Diego tentou o lançamento para Éverton Ribeiro na área, mas Guagua cortou com a mão. O árbitro ignorou o lance e marcou escanteio.
O Emelec adiantava a marcação e sufocava o Flamengo, que parecia apostar no contra-ataque. No primeiro que conseguiu encaixar, Paquetá recebeu pela direita e bateu em cima do goleiro. Se não levava grande perigo, o time rubro-negro via Diego Alves passar sem ter que trabalhar.
A sorte do Flamengo poderia ser melhor se Henrique Dourado estivesse em um bom dia. Aos 27, o esforço de Everton resultou em um grande momento para o centroavante, que demorou para bater e se atrapalhou. Aos 39, foi a vez de Diego encontrar Dourado, que, novamente, demorou e acabou travado.
Foi pelo alto, então, que o Flamengo exigiu que Dreer suasse. Aos 41, Rodinei cobrou escanteio da direita, Rhodolfo cabeceou no canto esquerdo e o goleiro voou para espalmar. No minuto seguinte, outro cruzamento da direita de Rodinei, que encontrou Dourado. Mas o atacante finalizou para fora.
O Flamengo voltou para o segundo tempo superior, dominando a posse e sem deixar que o Emelec o sufocasse. Mas quando o jogo parecia controlado, a primeira ida do Emelec ao ataque resultou na abertura do placar. Aos 19, Quiñonez deu lançamento para Angulo, que aproveitou cochilo de Juan, dominou com estilo e bateu. A bola desviou em Rhodolfo e matou Diego Alves.
Imediatamente, Carpegiani colocou Vinicius Junior na vaga do inoperante Éverton Ribeiro. E deu certo. Na primeira bola que pegou, o atacante mostrou-se afobado e errou. Mas na segunda, exibiu todo seu talento para passar no meio de dois marcadores, cortar Mejía e finalizar firme, sem chances para Dreer. Tudo igual, aos 32 minutos.
O Flamengo cresceu com o empate e, aí, Henrique Dourado mostrou que não estava mesmo em um bom dia. Aos 34, recebeu cruzamento perfeito de Diego e cabeceou para fora. Pouco depois, perdeu chance ainda mais impressionante. Após ajeitada de Juan, apareceu sozinho quase na pequena área e jogou por cima.
Se Dourado não resolvia, Vinicius Junior se tornou o herói da virada aos 39 minutos. Após longo lançamento para o campo de ataque, o garoto tocou para Diego, que só ajeitou de volta. Ele, então, emendou de primeira, mesmo de esquerda, e selou o resultado.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia