Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 14 de março de 2018.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Copa do Brasil

Alterada em 14/03 às 22h03min

Coritiba empata com o Goiás e é eliminado na Copa do Brasil

A crise foi instalada no Alto da Glória. Na noite desta quarta-feira, o Coritiba ficou no empate com o Goiás, por 1 a 1, em pleno Couto Pereira, e se despediu na terceira fase da Copa do Brasil.
Na partida de ida, realizada em Goiânia, o Goiás ganhou a vantagem do empate depois de vencer por 1 a 0. Como o número de gols marcados fora de casa não vale mais como critério de desempate, o Coritiba precisava de uma vitória simples para levar a decisão para os pênaltis.
Além da classificação para a quarta fase, o Goiás ganhou uma premiação de R$ 1,8 milhão. O adversário esmeraldino será conhecido apenas após o sorteio realizado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), na próxima segunda-feira, no Rio de Janeiro.
A partida começou bastante movimentada no Couto Pereira. Precisando de um gol para levar a decisão para os pênaltis, o Coritiba começou em cima e assustou em chute cruzado de Guilherme Parede. Aos poucos, o Goiás foi equilibrando as ações e respondeu em finalização de Giovanni defendida por Wilson. E não demorou para o time goiano aproveitar o nervosismo dos donos da casa.
Aos 29, Carlos Eduardo recebeu fora da área, puxou para o meio e soltou a bomba no ângulo de Wilson. A bola tocou no travessão antes de entrar. O empate do Coritiba só não veio na sequência porque a cabeçada de Romercio explodiu na trave. No final, a torcida presente no Couto Pereira gritou "vergonha" e pediu "raça" aos jogadores.
O empate do Coritiba veio logo aos quatro minutos. João Paulo chutou e a bola explodiu na cara do zagueiro David Duarte, mas o árbitro viu toque de mão e assinalou pênalti, o que gerou muita revolta dos goianos. O goleiro Wilson cobrou no ângulo de Marcelo Rangel.
Precisando de mais um gol para levar a decisão para os pênaltis, o time da casa se lançou ao ataque. Nos minutos finais, o Goiás viu o volante Madison ser expulso após receber o segundo cartão amarelo, mas conseguiu segurar a pressão do Coritiba e voltar com a classificação na bagagem.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia