Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 04 de março de 2018.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Campeonato Espanhol

04/03/2018 - 14h13min. Alterada em 04/03 às 16h21min

Messi faz o 600º gol, Barcelona vence Atlético de Madrid e se aproxima do título

Messi (e) marcou de falta e chegou ao gol de número 600 em sua gloriosa carreira

Messi (e) marcou de falta e chegou ao gol de número 600 em sua gloriosa carreira


LLUIS GENE/AFPP/JC
O torcedor que foi ao Camp Nou viveu um dia histórico neste domingo. Em duelo decisivo para o Campeonato Espanhol, válido pela 27ª rodada, o Barcelona superou o Atlético de Madrid por 1 a 0 e se aproximou do título da competição. E teve mais: Messi marcou de falta e chegou ao gol de número 600 em sua gloriosa carreira.
Se o Atlético de Madrid ganhasse, a diferença entre líder e vice despencaria para dois pontos. Mas, com a derrota, o Barcelona chegou aos 69, abriu oito de vantagem e ficou mais próximo do título.
A partida deste domingo era encarada como uma decisão antecipada do Campeonato Espanhol. O técnico Ernesto Valverde, assim, apostou em uma escalação ofensiva, com Rakitic e Iniesta na armação, além de Philippe Coutinho, Messi e Luis Suárez formando o trio de ataque. Pior para Paulinho, que foi para o banco.
O duelo, contudo, começou em ritmo lento. O Barcelona até controlava a posse de bola, mas tinha dificuldades para superar a boa marcação do Atlético de Madrid. Foi quando, então, novamente, apareceu a genialidade de Messi.
Depois de sofrer falta, o próprio argentino foi para a cobrança aos 26. Bateu com classe, por cima da barreira, no canto. Oblak ainda tocou nas bola, mas não teve o que fazer. Ela entrou no ângulo e sacramentou o gol de número 600 de Messi como profissional.
O Barcelona seguiu com certo domínio após o gol. Nem mesmo uma contusão de Iniesta - que deixou o campo para a entrada de André Gomes - mudou o panorama. O Atlético de Madrid até buscou acelerar no segundo tempo, mas sofria para criar.
Enquanto Griezmann e Diego Costa se movimentavam e tentavam algo diferente, sem sucesso, o Barcelona era mais efetivo. Chegou a fazer o segundo com Suárez, mas o árbitro assinalou impedimento. Gameiro também teve pouco depois um gol anulado pela mesma razão. Assim, o time catalão segurou a boa vitória, aproximou-se do título e consagrou a noite de Messi.
Ainda neste domingo, jogando em casa, o Levante até saiu na frente contra o Espanyol, mas levou o empate já nos acréscimos, marcado pelo atacante brasileiro Léo Baptistão. O resultado de 1 a 1, aliás, causou a demissão do técnico Juan Ramon Lopez Muniz. Seu substituto será Paco López, treinador do Atlético Levante, a equipe B do clube.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia