Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 01 de março de 2018.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Copa do Brasil

Notícia da edição impressa de 02/03/2018. Alterada em 01/03 às 22h45min

Com show de Iago, Inter bate o Cianorte e encaminha classificação

Iago (e) foi o nome do jogo, assumindo de vez o lugar entre os titulares

Iago (e) foi o nome do jogo, assumindo de vez o lugar entre os titulares


/Ricardo Duarte/Inter/Divulgação
Deivison Ávila
Dave Grohl e companhia irão fazer o Beira-Rio tremer no domingo, quando o Foo Fighters se apresentará no estádio. Antes disso, porém, a casa do Inter já presenciou um show. Com grande atuação, o lateral-esquerdo Iago comandou o Colorado na vitória por 2 a 0 sobre o Cianorte, na noite desta quinta-feira, no jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil. O duelo da volta está marcado para o dia dia 14 de março.
O jogo começou movimentado, com os paranaenses partindo para cima. No entanto, a primeira grande chance foi colorada. Aos dois minutos, D'Alessandro cobrou escanteio da direita e Klaus cabeceou forte, mas Arroyo tirou em cima da linha. A resposta paranaense veio quatro minutos depois. Após trapalhada de Klaus e Cuesta, a bola sobrou para André Luis, na cara gol, mas Marcelo Lomba, em grande fase, operou um milagre no Beira-Rio.
Aos 16 minutos, após ótima investida de Iago, o lateral-esquerdo do Inter pifou Roger na cara do goleiro João Gabriel, mas o atacante concluiu para fora. Na sequência, foi a vez de Patrick parar em boa defesa do goleiro do Cianorte. Aos 26, D'Ale cobrou falta de longe, com perfeição, e parou no travessão. No rebote, Klaus cabeceou e João Gabriel espalmou para fora.
Três minutos depois, Iago inverteu da esquerda para direita e encontrou Marcinho. Ele avançou e cruzou na medida para Patrick, mas ele finalizou mal, para fora. Já nos minutos finais, D'Ale cobrou mais uma falta com perigo, mas bola não foi nem para o gol e nem chegou até Roger.
Após empilhar chances perdidas no primeiro tempo, o Inter parece que guardou os gols para serem feitos na goleira onde está montado o palco que receberá o show da banda norte-americana.
O capricho que faltou na primeira etapa apareceu logo no sétimo minuto de bola rolando do segundo tempo. Marcinho acelerou pela direita e cruzou. A bola passou por Patrick, mas não por Iago. O novo dono da lateral-esquerda acertou um bom chute, que ainda desviou em Gerônimo, e morreu no fundo do gol.
Aos 17, Iago, o nome do jogo, cruzou da esquerda, João Gabriel soltou a bola, mas Cuesta bateu fraco, dando tempo para o goleiro se recuperar. Entretanto, cinco minutos depois, após uma inteligente troca de passes, Iago passou para o meio e Edenilson, da marca do pênalti, marcou o segundo colorado da noite. Nos minutos finais, o Inter ainda perdeu chances de ampliar com Patrick e Edenilson. No jogo da volta, os comandados de Odair Hellmann podem até perder por um gol de diferença.
Internacional 2 x 0 Cianorte
Marcelo Lomba; Dudu (Wellington Silva), Klaus, Víctor Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado, Edenilson, Marcinho (Juan Alano), D'Alessandro e Patrick; Roger (Brenner). Técnico: Odair Hellmann.
João Gabriel; Gerônimo (Guilherme), Montoya, Feliphe Gabriel e Arroyo; Sidnei, Richarlyson, André Luis, Murilo (Clébinho) e Maikinho (Morelli); Neto Costa. Técnico: Marcelo Caranhato.
Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC).
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia