Porto Alegre, domingo, 15 de março de 2020.
Dia Mundial do Consumidor. Dia da Escola.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Mercado Financeiro

16/03/2018 - 09h58min. Alterada em 16/03 às 09h58min

Cobre opera em alta com otimismo com China e apoio do petróleo

Os contratos futuros de cobre operam em leve alta na sessão desta sexta-feira (16), influenciados por recentes dados fortes da China e pelo avanço do petróleo no mercado internacional.
Os contratos futuros de cobre operam em leve alta na sessão desta sexta-feira (16), influenciados por recentes dados fortes da China e pelo avanço do petróleo no mercado internacional.
Às 9h45min(de Brasília), o cobre com entrega em maio subia 0,38%, a US$ 3,1390 por libra-peso na Comex, a divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex). Na London Metal Exchange (LME), a tonelada do metal para três meses avançava 0,39%, para US$ 6.956,00.
Os investidores de cobre ainda ecoam dados divulgados na quinta-feira pela China. De acordo com o Ministério do Comércio, o investimento estrangeiro direito subiu 0,5% no primeiro bimestre do ano ante igual mês de 2017, para US$ 22,06 bilhões. O indicador dá mais um sinal de melhora do cenário econômico do país neste começo de 2018.
Os investidores de cobre ainda surfam na onda do otimismo com o petróleo. O barril do óleo opera em leve alta nesta manhã, influenciado por certo otimismo do mercado com o relatório da Agência Internacional de Energia (AIE) na véspera.
Entre os demais metais básicos negociados na LME, a tonelada do alumínio subia 0,29%, para US$ 2.092,50; a do zinco avançava 0,90%, para 3.264,00; e a do níquel ganhava 1,14%, operando a US$ 13.780,00.