Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 15 de março de 2018.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Varejo

Notícia da edição impressa de 16/03/2018. Alterada em 15/03 às 21h38min

Relatório do Sindilojas Porto Alegre aponta medidas para melhorar vendas

"O lojista tem de ficar atento a áreas que estão no radar", adverte Peixoto

"O lojista tem de ficar atento a áreas que estão no radar", adverte Peixoto


FREDY VIEIRA/JC
Patrícia Comunello
O que olhar primeiro? As novas gerações de consumidores? Ou as velhas gerações que estão com novas atitudes? Desafios como estes estão literalmente embretando o varejo, que tem de agir. O alerta marcou a apresentação do Varejo Report, pelo Sindilojas Porto Alegre, nesta quinta-feira, que reúne informações de um conjunto de pesquisas sobre tendências e estatísticas de alterações no perfil de consumidores. Estão no documento sinalizações como o despreparo de equipe de vendas em estabelecimentos de Porto Alegre. E a saída, segundo os analistas do sindicato, é treinar e mudar a própria atitude de quem está na linha de frente com o cliente.  
"O lojista tem de ficar atento a áreas que estão no radar. Precisa usar dados e comparar com aqueles que tem do seu negócio", ressalta o superintendente da entidade, Alexandre Peixoto, lembrando que, mais que só apresentar um rol de ações para aplicar aos negócios, o sindicato promove cada vez mais cursos para capacitar as áreas de vendas. O Report apontou que investimentos em e-commerce devem estar alinhados com a operação física, integrando os canais de contato com os consumidores. 
Peixoto reforçou que a integração do meio físico com o digital é, atualmente, inevitável e para "ontem". "Há um movimento que está sendo feito neste sentido, mas precisa mudar a mentalidade, a forma de agir, é bem mais profundo", adverte o superintendente. Para auxiliar o segmento, o Sindilojas deve ampliar os eventos que abordam este tema, com exemplos e especialistas que possam mostrar o impacto. Na área de atendimento, Peixoto cita que as pessoas chegam com muita informação e querem mais que só a orientação de venda. "O cliente chega muito bem-informado, a ideia é capacitar as pessoas para lidar com esse novo ambiente", reforça Peixoto. 
Outro destaque do relatório foi dado a pessoas com mais de 60 anos, com perfil de cuidados e que busca compras para seu interesse. "Os dados mostram quanto elas mudaram. Em 10 anos, este grupo representará quase 20% da população em Porto Alegre", cita o executivo. A sugestão é que os lojistas tenham suas informações sobre perfil de quem é o público e identifique as medidas mais adequadas. "Cada vez que aprofunda, o lojista descobre mais o que mais está alinhado com o negócio."    
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia