Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 09 de março de 2018.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Conjuntura

Alterada em 09/03 às 10h54min

Índice Nacional de Preços ao Consumidor desacelera e fica em 0,18% em fevereiro, aponta IBGE

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) teve um avanço de 0,18% em fevereiro, após a alta de 0,23% registrada em janeiro, segundo dados divulgados nesta sexta-feira (9) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
O índice teve a menor taxa para meses de fevereiro desde o ano 2000, quando havia ficado em 0,05%. Como resultado, o índice acumulou uma elevação de 0,41% no ano. A taxa em 12 meses foi de 1,81%. Em fevereiro do ano passado, o INPC tinha sido de 0,24%. O INPC mede a variação dos preços para as famílias com renda de um a cinco salários mínimos e chefiadas por assalariados.
O IBGE também divulgou nesta sexta-feira (9) o Índice Nacional da Construção Civil (INCC/SINAPI). O índice subiu 0,30% em fevereiro, após uma elevação de 0,27% em janeiro. No ano, o índice acumulado ficou em 0,57%. A taxa em 12 meses foi de 3,82%.
De acordo com o IBGE, o custo nacional da construção alcançou R$ 1.072,87 em fevereiro, acima dos R$ 1.069,61 por metro quadrado estimados em janeiro. A parcela dos materiais teve aumento de 0,54%, enquanto o custo da mão de obra subiu 0,06%.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia