Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 16 de março de 2018.

Jornal do Comércio

Cultura

COMENTAR | CORRIGIR

Música

15/03/2018 - 02h04min. Alterada em 16/03 às 19h23min

Katy Perry abre turnê no Brasil com um show visualmente impecável em Porto Alegre

Vestindo vermelho, Katy Perry abriu o show com um bloco de canções do álbum Witness

Vestindo vermelho, Katy Perry abriu o show com um bloco de canções do álbum Witness


MARIANA CARLESSO/JC
Paulo Serpa Antunes
- How do you say 'thank you' in portuguese? - perguntou Katy Perry, fingindo não saber a resposta.
- OBRIGADO - gritou o público em coro.
- Obrigado! - respondeu Katy Perry, com o sotaque carregado.
Foi assim, brincando com a língua portuguesa, com humor e muita simpatia, que Katy Perry interagiu com o público presente na Arena do Grêmio, em Porto Alegre, na noite desta quarta-feira (14), no primeiro show em solo brasileiro de sua turnê Witness: The Tour.
Em sua quarta turnê mundial, Katy Perry parece dominar cada centímetro do palco e encantou o público gaúcho com um espetáculo visualmente impecável. Projeções em vídeo, show de luzes, coreografias leves, figurinos coloridos e elementos cênicos que aparecem e desaparecem num piscar de olhos, somam elementos para um show visualmente deslumbrante – que às vezes remete aos excessos de um desfile de escola de samba e em outros a um número elegante do Cirque de Soleil.
Com seis momentos distintos – e seis saídas de palco para trocar o figurino – Katy Perry subiu ao palco às 21h53min, com pouco mais de 20 minutos de atraso. Vestindo vermelho, abriu o show com um bloco de canções que promovem seu último álbum: um trecho de Witness, Roulette, Dark Horse (a única antiga nesta parte do setlist) e Chained to the Rhythm.
Os hits apareceriam em sequência no segundo ato do show, mais alegre e colorido, com Teenage Dream, Hot N Cold, Last Friday Night (T.G.I.F.), California Gurls e I Kissed a Girl. Em diferentes locais do palco e distintos momentos, elevadores erguiam Katy e as dançarinas, mostrando uma preocupação em fazer com que a artista fique aos olhos do público – algo especialmente importante se considerarmos que uma significativa parte do público era formada de crianças, muitas delas carregadas nos ombros dos pais.
Após interagir com o Left Shark, personagem que ficou mundialmente famoso em sua apresentação no Super Bowl de 2015, e trazer uma fã piauiense ao palco, o ato três do show trouxe de volta as novas canções de Witness, como Bon Appétit. No ato seguinte, Katy Perry apresentou um bloco de baladas, incluindo Wide Awake e Power.
Para levantar o público para a parte final do show, Katy apresentou na sequência os sucessos Part of Me, Swish Swish e Roar. Para fechar a noite, um bis com a obrigatória Firework.
Os próximos shows da turnê, que ainda passará por São Paulo (dia 17, no Allianz Parque) e Rio de Janeiro (dia 18, na Praça da Apoteose), não devem sair muito longe deste script, assim como aconteceu nas apresentações nos demais países da América Latina. Mas se não há quase margem para surpresas ou improvisação, ainda assim o show vale muito a pena por sua qualidade técnica. Faltou foi público para uma performance desta qualidade: grandes espaços ficaram vazios na Arena, mesmo com a organização ocupando pouco menos da metade da área do estádio do Grêmio.
Vale destacar ainda o show internacional de abertura, a cargo da nova-iorquina Bebe Rexha. Com um repertório dançante e muito rebolado, a loirinha conseguiu esquentar o público com seus hits Meant to Be e I Got You – e surpreendeu ao cantar o refrão da versão em português de sua canção, Só da Tu, da Banda Favorita.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia