Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 05 de março de 2018.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Roberto Brenol Andrade

Frases e Personagens

Notícia da edição impressa de 06/03/2018. Alterada em 05/03 às 21h27min

Frases e personagens

"Há sim abuso e assédio sexual de mulheres, crianças e adolescentes. As denúncias de atrizes americanas, das ginastas olímpicas abusadas pelo médico, também nos Estados Unidos, e a ficção televisiva brasileira sobre a prática delituosa do delegado com a enteada como vítima nortearam a minha abordagem. Vários sintomas comportamentais provocados pelas agressões, geralmente praticadas no âmbito familiar." Miriam Marroni (PT), deputada estadual.
"Todo dia é o dia da Mulher, mas a CDL quer mostrar o quão é grata por ter como associadas essas mulheres empreendedoras, guerreiras e cada vez mais determinadas." Clarice Strassburger, presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Sapiranga.
"Critico o prefeito Nelson Marchezan Jr. (PSDB) por suas posições privatistas e autoritárias manifestadas durante reunião na Associação Comercial de Porto Alegre. Marchezan está se tornando um especialista em autoritarismo." Fernanda Melchionna (PSOL), vereadora de Porto Alegre.
"O PT não pode abrir mão de disputar a eleição presidencial em outubro, mesmo que a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva seja inviabilizada juridicamente. O caminho só pode ser um: ter um candidato e participar das eleições, seja um candidato do PT, seja um candidato apoiado pelo campo que nós representamos." Tarso Genro (PT), ex-governador.
"Defendemos, como prioridades da bancada para este ano, a votação do projeto que regulamenta o teto remuneratório do setor público, PL 6.726/16 e apensados, e da proposta que põe fim ao foro privilegiado, PEC 470/05 e apensados." Alex Manente (PPS-SP), deputado federal.
"O PT vai trabalhar pela aprovação de dois projetos: o que acaba com supersalários no poder público, PL 6.726/16, e o que regulamenta o crime de abuso de autoridade praticado por membros do Ministério Público e da polícia, PL 7.596/17." Paulo Pimenta (PT), deputado federal.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia