Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Direitos Humanos

Notícia da edição impressa de 16/02/2018. Alterada em 15/02 às 23h46min

Estados receberão venezuelanos a partir de março

O ministro da Defesa, Raul Jungmann, afirmou, na noite de quarta-feira, que os primeiros venezuelanos instalados atualmente em Roraima serão enviados a outros estados já a partir do mês de março. Jungmann passou o dia no Palácio da Alvorada reunido com o presidente Michel Temer para tratar da onda de refugiados do país vizinho, que chegam ao Brasil por Roraima, fugindo da crise na terra natal, que enfrenta forte escassez de alimentos e medicamentos.
O ministro destacou que a redistribuição dos venezuelanos pelo território brasileiro será feita em acordo com os estados que forem recebê-los. Afirmou ainda que 70% dos venezuelanos têm até o segundo grau e 30%, nível superior; e que caberá ao Ministério da Educação tratar da revalidação de diplomas.
"É um povo irmão. Se, hoje, nós temos diferenças com o governo, elas passam. Mas relações entre nações e povos continuam. Temos que procurar acolhê-los. Mas, ao mesmo tempo, não podemos deixar Roraima enfrentar isso sozinha", disse o ministro.
Para fugir à crise política e econômica na Venezuela, diariamente, imigrantes ingressam no Brasil pela fronteira com Roraima. A prefeitura de Boa Vista estima que cerca de 40 mil venezuelanos tenham entrado na cidade. O número corresponde a mais de 10% da população local, de cerca de 330 mil habitantes.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia