Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Direitos humanos

Notícia da edição impressa de 15/02/2018. Alterada em 15/02 às 00h49min

Roraima dobrará efetivo militar para combater crise venezuelana

Em reunião ministerial para tratar da imigração em massa de venezuelanos para Roraima, o presidente Michel Temer decidiu decretar emergência social no estado. O decreto permitirá a edição de uma medida provisória que dobrará o efetivo militar. A União também montará um hospital de campanha para atender quem chega e criará um sistema de triagem para identificar os tipos de assistência necessários.
A ideia é publicar a medida provisória hoje ou amanhã no Diário Oficial da União. A partir da publicação, a União poderá enviar recursos e efetivo militar imediatamente. Segundo o ministro da Justiça, Torquato Jardim, o objetivo não é barrar a entrada de venezuelanos - que migram na tentativa de fugir da fome e encontrar um emprego -, mas organizar o fluxo e melhorar a assistência aos estrangeiros e à população de Roraima.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia