Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 18 de janeiro de 2018.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

operação lava jato

Alterada em 18/01 às 17h27min

Julgamento de Lula será transmitido ao vivo pelo TRF4

Cerca de 100 jornalistas ocuparão a sala de imprensa do tribunal; 400 credenciamentos foram pedidos

Cerca de 100 jornalistas ocuparão a sala de imprensa do tribunal; 400 credenciamentos foram pedidos


FREDY VIEIRA/JC
Lívia Araújo
O julgamento do recurso de apelação que tenta reverter a sentença de condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) será transmitido pelo YouTube no dia 24 de janeiro, a partir da sala de audiências no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), a partir do canal oficial do TRF4 no endereço youtube.com/user/TRF4oficial, das 8h30min até por volta das 15h, horário previsto para o término do julgamento.
A medida foi comunicada pelo órgão, em uma reunião com a imprensa, ocorrida na manhã desta quinta-feira na sede da Secretaria de Segurança Pública (SSP) do Rio Grande do Sul. O encontro também contou com a presença do secretário estadual de Segurança, Cézar Schirmer (PMDB) e com o subcomandante da Brigada Militar, coronel Mário Ikeda.
Houve por volta de 400 pedidos de credenciamento de imprensa, que ainda estão passando pela triagem do TR4 – pedidos duplicados estão sendo novamente analisados e solicitações de estudantes, assessorias de imprensa e produtoras independentes foram automaticamente descartadas pelo órgão. Uma boa parte da cobertura jornalística será feita por veículos estrangeiros, como a rede Al-Jazeera, do Catar; a BBC de Londres e a agência AF, da Espanha. Assessora de imprensa do TFF4, a jornalista Analice Bolzan disse que "o tribunal nunca fez uma cobertura desse tamanho". A última cobertura jornalística de grande porte realizada dentro do TRF4 foi o velório do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki, cuja morte, em uma queda de avião, completa um ano nesta sexta-feira.
A sala de imprensa do TRF4 abrigará 100 dos profissionais cadastrados, entre repórteres, fotógrafos e cinegrafistas, que não poderão sair das dependências do tribunal, mas vão acompanhar o julgamento a partir de um telão. Outras equipes e veículos – incluindo 10 unidades móveis de TV - fizeram o credenciamento para ficar na rua em frente ao tribunal, espaço que estará restrito ao público.
Os jornalistas também vão ter de madrugar para garantir a cobertura ao julgamento e seus meandros. O acesso dos veículos de comunicação às áreas reservadas para a imprensa acontecerá exclusivamente das 6h às 7h30min do dia 24.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia