Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 16 de janeiro de 2018.

Jornal do Comércio

Opinião

COMENTAR | CORRIGIR

artigo

Notícia da edição impressa de 17/01/2018. Alterada em 16/01 às 20h05min

Ufrgs: Para que serve teu conhecimento?

Ricardo Gomes
A prova do vestibular da Ufrgs deste ano trouxe uma questão desafiadora. Não porque a resposta fosse difícil. O problema é que se você realmente conhecesse a história, você erraria a questão - ou chegaria à conclusão que não existe nenhuma alternativa correta. A prova trazia uma fonte que acusava o economista liberal Milton Friedman de ser conselheiro econômico do ditador Augusto Pinochet. Não é verdade.
Diversas vezes Friedman negou essa falsa acusação. Friedman de fato se reuniu com Pinochet, assim como se reuniu com os chefes de regimes comunistas como a Iugoslávia e a China, em viagens a esses países. Isso não faz dele apoiador ou conselheiro desses regimes. Friedman foi um crítico do governo Pinochet. Para ele, foi um milagre a junta militar ter aceitado a implementação de medidas liberais na economia. Felizmente, Friedman argumenta, a liberdade de mercado acabou por trazer anseio por mais liberdade e, finalmente, eleições diretas e democráticas.
É importante também mencionar outros fatos: o convênio entre a Universidade Católica do Chile e a Universidade de Chicago - o que gerou os famosos "Chicago Boys" - aconteceu quase 20 anos antes da ditadura de Pinochet, o projeto não teve relação com o governo chileno.
Os Chicago Boys também não eram apoiadores de Pinochet; eles apoiaram o candidato Jorge Alessandri nas eleições de 1970, que acabou perdendo para Salvador Allende. Além disso, o "El Ladrillo", plano econômico implementado por Pinochet, não foi um projeto do governo. Ele foi inicialmente elaborado como um plano de governo para Jorge Alessandri. Com a derrota nas eleições, ele foi consolidado e publicado em 1972 pelo Centro de Estudos Públicos da Universidade Católica do Chile.
A Ufrgs quis levantar uma questão, mas acabou levantando outras: quem elabora essas perguntas? Com que interesse? A serviço do quê? A serviço da verdade, percebe-se, é que não estão.
Vereador de Porto Alegre (PP)
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia