Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 15 de janeiro de 2018.

Jornal do Comércio

Internacional

CORRIGIR

Peru

Alterada em 15/01 às 15h30min

Sobe para 104 número de feridos em terremoto no Sul do Peru

Sismo teve epicentro no Oceano Pacífico, a 56 quilômetros do distrito de Lomas, em Arequipa

Sismo teve epicentro no Oceano Pacífico, a 56 quilômetros do distrito de Lomas, em Arequipa


STR/AFP/JC
Agência Brasil
O número de feridos pelo terremoto que atingiu o Sul do Peru neste domingo (14), nas regiões de Arequipa, Ayacucho e Ica, subiu para 104, enquanto o número de casas afetadas chegou a 780, informou nesta segunda-feira (15) o Centro de Operações de Emergência Nacional (Coen) do país.
De acordo com o boletim do Instituto Nacional de Defesa Civil (Indeci), o tremor deixou 84 feridos na província de Caravelí e cinco em Condesuyos, na região de Arequipa, onde foi localizado o epicentro. Na região vizinha de Ica, foram reportados dez feridos na província de Nazca e quatro na capital regional. Além disso, uma pessoa ficou ferida na província de Parinacochas, na região andina de Ayacucho.
Além das informações sobre feridos, as autoridades mantêm no boletim o registro de uma morte confirmada por causa do terremoto de magnitude 6,8. A fim de acelerar os trabalhos de reconstrução e atenção aos atingidos, o governo peruano declarou hoje estado de emergência por 60 dias na província de Caravelí, segundo um decreto publicado hoje no diário oficial El Peruano.
O forte sismo ocorreu ontem, às 4h18 locais (7h18 de Brasília), com epicentro no Oceano Pacífico, a 56 quilômetros do distrito de Lomas, em Arequipa, e a 48 quilômetros de profundidade, informou o Instituto Geofísico do Peru (IGP).
O Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês), no entanto, estabeleceu a magnitude do terremoto em 7,1 e anunciou que não foi ativado nenhum alerta de tsunami, uma informação que foi confirmada pela Marinha de Guerra do Peru.
CORRIGIR
Seja o primeiro a comentar esta notícia