Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 19 de janeiro de 2018.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Segurança Pública

Alterada em 19/01 às 17h35min

Charqueadas será sede de novo Presídio Federal de Segurança Máxima

Construção de um novo presídio em Charqueadas foi oficializada em cerimônia no Palácio Piratini

Construção de um novo presídio em Charqueadas foi oficializada em cerimônia no Palácio Piratini


Karine Viana/Palácio Piratini/Divulgação/JC
Foi assinado, nesta sexta-feira (19), o contrato que garante a construção de um novo Presídio Federal de Segurança Máxima, que será instalado em um terreno de 25 hectares no município gaúcho de Charqueadas.
Os terrenos doados ao governo federal para a instalação estão localizados na Estrada Nelson Grings, s/n, próximo à Penitenciária Modulada da cidade, às margens da ERS-401, e devem receber um investimento de R$ 42 milhões para a construção de celas individuais, módulos de saúde, educação, acompanhamento jurídico e área de banho de sol e lazer. O acordo foi firmado pelo ministro da Justiça, Torquato Jadim, e pelo governador do Estado, José Ivo Satori, em cerimônia no Palácio do Piratini em Porto Alegre.
Ao todo, o novo presídio poderá ser ocupado por 218 apenados, em regime fechado, empregando cerca de 250 agentes federais e garantindo a contratação de 70 servidores. As áreas repassadas à União somam 252 mil metros quadrados e estão avaliadas em mais de R$ 500 mil. O processo de construção deve iniciar em fevereiro e a previsão de conclusão é para dezembro deste ano.
Durante a celebração de contrato, o ministro Jardim afirmou que, nos dias atuais, depois da economia, a segurança pública é o tema que mais desafia e preocupa a sociedade brasileira.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia