Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 25 de janeiro de 2018.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

comércio exterior

Alterada em 25/01 às 11h09min

Exportações gaúchas cresceram 7,3% em 2017

Soja em grão foi um dos produtos que mais contribuiu para a alta nos embarques

Soja em grão foi um dos produtos que mais contribuiu para a alta nos embarques


APPA - ASSCOM/DIVULGAÇÃO/JC
As exportações do Rio Grande do Sul em 2017 registraram alta de 7,3% em relação ao ano anterior, totalizando US$ 17,790 bilhões. O resultado, divulgado pela Fundação de Economia e Estatística nesta quinta-feira (25), decorreu do crescimento em volume (9,6%), ainda que os preços tenham apresentado queda (-2,1%). Soja em grão e veículos automotores foram os produtos que mais contribuíram para a alta.
No comparativo nacional, mesmo com o crescimento, os embarques gaúchos ao exterior tiveram uma queda de 0,78 pontos percentuais, passando a ocupar a quinta posição dentre os estados exportadores, com 8,17% das vendas externas nacionais. O Rio Grande do Sul foi superado por São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Paraná.
Os principais produtos gaúchos exportados no ano foram soja em grão (26,05%), fumo em folhas (8,74%), carne de frango (6,14%), polímeros (5,82%) e automóveis de passageiros (3,80%). Esses cinco produtos representaram mais da metade (50,55%) do valor exportado total obtido pelo Rio Grande do Sul.
Por outro lado, os maiores recuos nas vendas externas ocorreram nas plataformas de perfuração ou de exploração, que não foram exportadas em 2017 (queda de US$ 388,889 milhões), no farelo de soja (redução de US$ 250,529 milhões ou -28,3%) e na celulose (recuo de US$ 165,173 milhões ou -27,9%).
Como destaque entre os países de estão China (30,12%), Argentina (10,50%), Estados Unidos (7,28%), Chile (2,61%) e Bélgica (2,45%), somando 52,96% das vendas externas gaúchas em 2017.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia